Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

O ditador Kim Jong-Un e comitiva durante inspeção a uma fábrica de sabonetes em Pyongyang, em junho de 2016 (Crédito: AFP /KCNA / KCNA)
kimjongum
A afirmação foi feita em um artigo publicado neste domingo (23) no jornal do Partido dos Trabalhadores da Coréia, o “Rodong Sinmun”. "Nossas forças revolucionárias estão prontas para combater o porta-aviões nuclear com um único ataque”, diz um trecho do texto.

A ameaça ocorre no mesmo momento em que dois navios japoneses se uniram ao porta-aviões dos Estados Unidos (EUA) no Pacífico Ocidental para exercícios militares. Segundo o governo norte-coreano, o ataque seria para mostrar o poderio militar ao planeta.

Ainda de acordo com o artigo, o governo da Coreia do Norte considera o navio estadunidense um "animal grosseiro" e um possível ataque daria "um exemplo real para mostrar a força de nossos militares".

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ordenou que o porta-aviões navegasse em águas próximas à península coreana por conta da crescente tensão na regiões e de constantes exercícios nucleares praticados naquela área pela Coreia do Norte.

No sábado (22), o vice-presidente Mike Pence, que está em visita a países asiáticos e da Oceania, disse que o navio norte-americano chegaria em poucos dias à região da Coreia, mas não precisou a atualização do porta-aviões.

Porta-aviões dos EUA (Foto: MC2 Sean M. Castellano)
portaavioes

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757