Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Mario Tama/Getty Images
trumponovodecreto
Da Agência Télam

O presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, assinou nesta segunda-feira (6)  uma nova versão do seu polêmico decreto sobre imigração que havia sido bloqueado pela Justiça americana, diminuindo de sete para seis o número de países atingidos, com a retirada do Iraque da lista. As informações são da agência argentina de notícias Télam.

A versão corrigida do veto migratório seguirá proibindo temporariamente a entrada de refugiados e suspenderá a emissão de vistos para cidadãos do Irã, da Somália, do Iêmen, da Líbia, da Síria e do Sudão, todos eles países de maioria muçulmana.

O novo decreto exclui os cidadãos do Iraque e os dos seis países afetados que tenham residência permanente nos EUA ou já estejam de posse de um visto, informou a conselheira presidencial Kellyanne Conway à rede de TV americana Fox.

Kellyanne destacou que, no novo decreto, há "seis ou sete grandes pontos" que "esclarecem" quem será afetado e que os refugiados sírios "são tratados da mesma maneira que todos os demais".

No primeiro veto migratório, emitido em 27 de janeiro, Trump proibiu a entrada no país de todos os cidadãos de sete países de maioria muçulmana (Irã, Iraque, Somália, Yêmen, Líbia, Síria e Sudão) durante 90 dias e suspendeu o programa de acolhida de refugiados durante 120 dias.

Da Agência Brasil

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757