Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Divulgação/Goiás EC
arena goias 1
O Goiás lançou na noite desta quarta-feira (25) o Ninho dos Periquitos, o novo local de concentração do elenco profissional. Além disso, em um evento para a imprensa, conselheiros e funcionários do clube, o presidente Sérgio Rassi fez o pré-lançamento da nova Arena do Goiás, um ousado projeto que deverá ser uma arena multiuso na Serrinha.

Porém, para que o projeto seja executado, não depende apenas do Goiás e de seus futuros parceiros. Segundo o presidente esmeraldino, tudo será definido pelo prefeito de Goiânia, Iris Rezende (PMDB). Rassi irá pedir a orientação de Iris e de seu secretário Agenor Mariano (PMDB), para auxiliar o Goiás em busca das liberações.

Foto: Divulgação/Goiás EC
arena goias 2
“Que nosso querido prefeito, Iris Rezende, que eu admiro bastante, e o seu secretário, Agenor, um amigo pessoal, nos auxiliem, nos mostrem o caminho, queremos seguir o caminho da retidão, mas o ganho que Goiânia vai ter, inclusive com mais impostos, mais locais para diversão, mais empregos, vai ser fantástico”, afirma.

Sérgio se mostrou otimista com o projeto e chegou a pedir para que a prefeitura se “sensibilize”. Este novo projeto irá englobar muito mais do que o estádio, mas restaurantes, teatro, espaço para shows, uma escola, biblioteca e muito mais. O espaço para eventos será de 45 mil pessoas, contando gramado e parte da arquibancada.

 “O torcedor vai ver assim como eu vi hoje, esse projeto maravilhoso. Porém, depende de aprovações, é hora da prefeitura se sensibilizar e aprovar o projeto com todas as suas exigências, nós não queremos nada por baixo do pano, sem nenhum favor, e nós faremos e cumpriremos, mas o ganho que a cidade de Goiânia terá com uma arena dessa, será uma arena multiuso, para shows, espetáculos, coisas artísticas, uma escola, um restaurante aqui em frente, restaurantes, teatros, bibliotecas, lojas, então é um ganho muito grande”.

Foto: Divulgação/Goiás EC
arena goias 3
O torcedor esmeraldino não deve esperar nada para os próximos dias. Segundo Sergio, isso ainda é um anteprojeto, uma etapa inicial. Para o presidente, o assunto está na “boca do povo” e por isso decidiu fazer esse pré-lançamento. Entretanto, se mostrou decidido a esperar pela resposta da prefeitura. “Nós não mexeremos uma ‘palha’ enquanto a prefeitura não autorizar. Uma questão de procedimento que o Goiás tem em sua cartilha”, ressalta.

Sergio Rassi ainda citou a Arena do Palmeiras, que conseguiu fazer o mesmo em uma área residencial e sem um estacionamento subterrâneo, o que será feito no Goiás. Rassi também falou sobre uma reunião com o secretário do prefeito Iris. O primeiro contato entre a diretoria e a prefeitura foi feita. Agora o Goiás espera a resposta para saber se continua ou não com seu sonho.

Foto: Divulgação/Goiás EC
arena goias 4
 “Hoje mesmo, tivemos uma reunião na prefeitura com o Agenor Mariano, buscando o projeto e uma orientação sobre o que precisamos para realizar o sonho da nação esmeraldina e fomos muito bem recebidos, o caminho será árduo, mas o Palmeiras fez isso em uma área residência e sem estacionamento subterrâneo, o que nós teremos. Acusticamente, a arena foi feita para vazar o áudio para o areião e não para os prédios, para não incomodar ninguém”, conta.

O projeto da arena irá custar entre R$ 200 e 250 milhões, caso seja realizado apenas o estádio. Com o complexo inteiro, o valor sobe para R$ 400 a 500 milhões, o que fará o Goiás buscar parceiros para ajudar a bancar esta quantia.

carregando...

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757