Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Divulgação
comemoracao.goiasxflu
Em jogo movimentado pela quarta fase da Copa do Brasil, o Goiás venceu o Fluminense por 2 a 1, de virada, no Estádio Serra Dourada. O time esmeraldino saiu atrás no placar, mas as alterações feitas no segundo tempo pelo técnico Sílvio Criciúma fizeram efeito e o Verdão conseguiu virar a partida diante dos mais de 16 mil torcedores presentes.  

O próximo compromisso do Verdão é pela semifinal do Campeonato Goiano. No domingo (16), o Goiás encara o Atlético no Serra Dourada, às 16 horas. Pela Copa do Brasil, o jogo de volta contra o Fluminense acontece na próxima quarta-feira (19), no Maracanã, ás 21h30 da noite. Já o tricolor carioca só volta a campo pelo segundo jogo do torneio nacional, já que foi eliminado na semifinal da Taça Rio pelo Botafogo. 

A partida 

O primeiro tempo foi dominado pelo Fluminense. O Goiás não conseguiu criar, principalmente pelo meio de campo, perdia a bola muito fácil e as poucas vezes que tentou uma jogada ofensiva foi pelo lado direito com Hélder e Carlos Eduardo. Mas o camisa 7 alviverde estava muito mal, e a torcida percebeu, a maioria das vezes que o atacante pegou na bola foi vaiado. Aos 9 minutos, Wellington Silva deu uma bela assistência para Marcos Júnior abrir o placar. Após o gol, o Fluminense seguiu atacando e criando boas jogadas, principalmente pelo lado esquerdo.  

Léo Gamalho claramente estava fora de ritmo e não conseguiu ter um bom desempenho, o goleador não chegou a tentar um chute ao gol. A primeira jogada de perigo do Goiás aconteceu somente aos 24 minutos, quando Tiago Luís arriscou uma bomba de fora da área. Após os 35, o time esmeraldino começou a criar mais e levar perigo ao gol de Cavalieri, até que aos 42, após Carlos Eduardo receber excelente lançamento, o goleirão tricolor saiu da área para tentar afastar a bola, mas só achou o corpo do camisa 7. Cavalieri levou vermelho direto  e nos minutos finais o Verdão seguiu pressionando, mas não conseguiu chegar ao empate. 

Na segunda etapa o Goiás voltou muito mais à vontade por estar com um a mais. Michael entrou no lugar de Helder e deixou o time mais ofensivo. Aos 6 minutos o Goiás chegou ao gol com o atacante, que havia acabado de entrar, mas o bandeira marcou impedimento. Até os 15 minutos o Verdão pressionou, mas não conseguiu penetrar a defesa tricolor. O Fluminense recuou totalmente e deixou claro que, com um jogador a menos, tentaria segurar o resultado. 

As substituições de Sílvio Criciúma fizeram efeito. Jean Carlos, que entrou no lugar de Victor Bolt, arriscou uma bomba de fora da área aos 39 minutos e empatou a partida. Três minutos depois, Aylon, que entrou no lugar de Jefferson, sofreu pênalti. Léo Gamalho pediu, pegou e beijou a bola. Com a confiança de um verdadeiro goleador, o camisa 9 esmeraldino empatou o jogo aos 42 minutos. Aos 45, Carlos Eduardo impediu uma jogada de contra ataque que estava sendo construída pelo Fluminense e levou o segundo amarelo, sendo expulso. Mas mesmo assim, o time alviverde saiu com a vitória neste primeiro jogo pela quarta fase da Copa do Brasil. 

ELE VOLTOU! 

Após ficar quase um mês longe dos gramados por sofrer uma lesão no dedão do pé esquerdo, Léo Gamalho voltou à titularidade na noite desta quinta-feira, e como era de se esperar, marcando gol. O camisa 9 esmeraldino fez o gol da virada do Verdão e segue sendo artilheiro da competição nacional com cinco gols, ao lado de Rafael Sóbis do Cruzeiro e Brenner do Internacional. 

Ruim para um lado, bom para o outro 

O técnico Abel Braga pode ter até dois desfalques para a partida de volta no Maracanã na próxima quarta-feira. Henrique Dourado sentiu o músculo posterior da coxa aos 15 minutos de jogo e pediu para ser substituído. A produção do tricolor carioca caiu bastante com a ausência do camisa 9. Além dele, Diego Cavalieri foi expulso e cumprirá suspensão na próxima partida. A qualidade do segundo goleiro, Júlio César, é bem inferior à do titular. Pelo lado esmeraldino, Patrick levou o terceiro amarelo e não jogará a partida de volta no Rio de Janeiro, assim como Carlos Eduardo, que foi expulso. 

Show da torcida 

A torcida esmeraldina deu show no Serra Dourada na noite desta quinta-feira. O torcedor preparou uma verdadeira festa para o time entrar em campo, com direito até a fogos. Foram cerca de dois mil antes do jogo começar e também no final. Os mais de 15 mil pagantes cantaram e pularam durante os 90 minutos de jogo, e agitaram o Serra Dourada quando o alviverde fez os dois gols.

FICHA TÉCNICA   

Copa do Brasil: 4ª fase      
Jogo: Goiás 2 x 1 Fluminense   
Data: 13/04/2017       
Horário: 21h30 (de Brasília)       
Cidade: Goiânia (GO)       
Estádio: Serra Dourada   

Gols: Marcos Júnior (9'|1ºT) ; Jean Carlos (39'|2º) e Léo Gamalho (42'|2º) 

Cartões amarelos: Léo, Pedro, Renato Chaves, Henrique, Lucas (Fluminense) ; Patrick, Carlos Eduardo (2X), Victor Bolt (Goiás).
Cartões vermelho: Diego Cavalieri e Carlos Eduardo

Público e renda no Serra Dourada 
- Público pagante: 15.005 
- Público presente: 16.190 
- Renda: R$194.220,00 

Árbitro: Marcelo Aparecido R. de Souza (SP)  
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) - FIFA e Miguel Cataneo Ribeiro (SP)  
4º Árbitro:  Bruno Rezende Silva (GO)  

GOIÁS: Marcelo Rangel; Helder (Michael) , Fábio Sanches , Everton Sena e Jefferson (Aylon); Patricl, Victor Bolt (Jean Carlos), Léo Sena e Tiago Luis; Carlos Eduardo e Léo Gamalho.  Técnico: Sílvio Criciúma.  

FLUMINENSE: Cavalieri; Lucas, Renato Chaves, Henrique (Pedro) e Léo; Orejuela, Wendel, e Sornoza (Júlio César); Wellington Silva, Marcos Júnior (Calazans) e Henrique Dourado. Técnico: Abel Braga.

carregando...

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757