Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

marcelo rangel rosiron gecA semana está cheia no Goiás. Após disputar a partida de ida contra o Fluminense na última quinta-feira no Serra Dourada e vencer por 2 a 1. O Verdão jogou outra decisão no domingo diante do Atlético e saiu vitorioso pelo mesmo placar. E quem achou que o time teria uma semana de folga se enganou. Amanhã o Esmeraldino viaja ao Rio de Janeiro para encarar o Flu no Maracanã pela volta da Copa do Brasil.

O goleiro Marcelo Rangel comentou sobre a postura que o time deve adotar diante da equipe carioca. “Acho que a postura da seriedade e do comprometimento dos últimos dois jogos tem que ser a mesma, e principalmente entrar ligado para não tomar gol e não ser surpreendido no início do jogo, como vai ser na casa deles automaticamente eles vão tentar exercer uma pressão, por ter a desvantagem no resultado, mas a equipe do Goiás tem que entrar com a mesma seriedade dos outros jogos pra não ser surpreendido lá”, afirmou Rangel.

Pela posição em que joga, muitas vezes, o goleiro é injustiçado e leva a pior quando a equipe toma gols, Marcelo Rangel comentou sobre isso. “De maneira nenhuma a pressão, o comprometimento tem que ser de todos, é o elenco do time, todos estão conscientes disso, não sou só eu, claro que eu como goleiro não quero tomar gol em nenhum jogo, mas o gol é a máxima do futebol e especificamente nesse jogo se a gente não tomar, estamos dentro, então se a gente não fizer, mas não levar, nós avançarmos”, afirmou o atleta.

O Goiás não chegava a uma fase decisiva da Copa do Brasil desde 2013 quando foi eliminado pelo Flamengo, Rangel falou se existe uma cobrança em cima dos atletas. “A realidade de uma próxima fase é grande pela vantagem que a gente adquiriu no primeiro jogo, o Goiás nas últimas duas edições da Copa do Brasil não passou da primeira fase e a cobrança era muito grande em cima da gente no início por isso. Hoje estamos com a realidade muito próxima de avançar”, concluiu o goleiro.

Vindo de duas partidas decisivas e duas vitórias, Rangel também comentou sobre a motivação que esses resultados dão aos atletas para os próximos jogos. “A motivação aumenta muito, você vem de duas vitórias contra dois adversários fortíssimos de Série A do Campeonato Brasileiro. A gente sabe da qualidade do Fluminense e do Atlético, e o curto espaço que a gente teve entre os jogos mas a gente tem que passar por cima disso tudo, quando a gente entra em campo tá representando o Goiás e o cansaço tem que ficar de lado”, disse Marcelo Rangel.

carregando...

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757