Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Comunicação/VNFC
39487725332 8313d62e50 z
Se o Campeonato Goiano é curto e não dá tempo de fazer uma preparação ideal para os jogos, cada partida se torna uma decisão, ainda mais se na próxima rodada você for enfrentar seu maior rival. Este é o cenário do Vila Nova. Após o empate desta quinta-feira (18) no Estádio Olímpico diante do Iporá em 1 a 1, o time colorado já tem pela frente o clássico diante do Goiás, domingo (21), às 17h00.

 

Clássico contra o Goiás

Pelo fato de não ter conseguido a vitória na estreia, a pressão aumentou para o duelo diante do time esmeraldino, porém, o técnico Hemerson Maria garante que a partida não pode ser vista como um jogo de vida ou morte, mesmo sendo de suma importância para a sequência do Vila no Goianão.

“Não adianta nada ganhar do Goiás e não conseguir classificar, não adianta eu ganhar e não conseguir uma vaga na Copa do Brasil. Eu trato com um respeito imenso a equipe deles, assim como eles tem respeito pelo Vila Nova. Mas não podemos resumir uma temporada em um jogo de segunda rodada com 20 dias de preparação. O clássico é importante? É superimportante, mas se o resultado não vier, nós temos que continuar trabalhando, até porque nós temos um objetivo no campeonato”, ressalta o treinador.

Estreia sem vitória

Sair atrás no placar e empatar em casa com um time que não está entre os favoritos da competição gerou descontentamento na torcida do Vila Nova. O técnico Hemerson Maria admite que o resultado não foi o esperado, mas pede paciência porque o trabalho está apenas no começo e elenco colorado é ainda muito jovem.

“Entendemos o comportamento do torcedor, é normal, mas internamente temos que ter tranqüilidade para analisar o que foi feito de positivo e o que foi feito de negativo. A data para a estreia não foi ideal, é claro que não podemos usar essa desculpa, mas precisávamos de mais tempo para preparar a equipe. O grupo foi comprometido, tentou fazer aquilo que nós trabalhamos nos treinamentos, mas o resultado em si não foi o esperado, não foi bom e nós temos que ser realistas. Agora é ter bastante tranqüilidade para administrar o resultado, passar essa tranqüilidade para os garotos para que no domingo, diante do Goiás, nós possamos conseguir a vitória e seguir na competição”, explica Hemerson.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757