Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail
Sagres A Caminho da Copa

felipe albuquerque vila nova

Em meio a reapresentação dos jogadores do Vila Nova para a temporada 2018, duas notícias vieram á tona nessa terça-feira (02) para a torcida vilanovense. A primeira foi da renovação do zagueiro Alisson Brand, que firmou sua renovação com o clube até o final do Campeonato Goiano 2018.

O diretor de futebol, Felipe Albuquerque, comentou sobre a renovação do zagueiro com o clube colorado. Em 2017, Alisson Brand jogou apenas dois jogos em 2017 por conta de uma lesão que o deixou muito tempo fora dos gramados.

- A única renovação que ainda não havia sido divulgada foi do zagueiro Alisson Brand, que voltou a reintegrar o elenco. Um zagueiro que esteve com a gente durante todo o ano de 2017 e que só jogou dois jogos pois teve uma lesão no quadril, fez uma endoscopia e nós tivemos uma oportunidade financeira pra poder retornar com esse atleta mantendo mais um jogador que estava na base de 2017. Conversei com os médicos e terapeutas e achamos que seria interessante o Alisson ter uma oportunidade em 2018.

A segunda notícia foi a do atacante Moisés, que pode estar deixando o Vila Nova para jogar no Paysandu. O atleta de 31 anos tenta uma rescisão de comum acordo com a diretoria colorada, para assim poder assinar com o clube paraense. Ele tem contrato com o Vila até o final do ano de 2018.

- Eu estive com ele (Moisés) poucos minutos antes de entrar pra coletiva, foi divulgada por alguns veículos de comunicação a possibilidade do Moisés sair do Vila, ainda existe essa possibilidade. Há um mês, nós vamos participando das conversas, eu com o executivo de futebol do Paysandu, o presidente com o Ecival, temos conversado sim dessa possiblidade do Moisés ir ao Paysandu. Conversamos agora sobre as questões financeiras. Nós temos algumas questões financeiras com o Moisés. Estamos vendo como iremos sanar isso. Se o atleta achar que será interessante pra ele sair, nós vamos regularizar essa situação.

(Entrevista feita pelo repórter Pedro Henrique Geninho)

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757