Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

ecival martins vila nova 5

O presidente do Vila Nova, Ecival Martins, falou em uma coletiva sobre vários assuntos que estão envolvendo o clube nessa pré-temporada. O principal deles é sobre a polêmica envolvendo o atraso de salários de alguns jogadores do profissional e da categoria de base do time colorado.

Nessa semana, o meia João Pedro afirmou que seu atraso está chegando há quatro meses de salário, informação que foi negada pelo presidente Ecival Martins em reportagem à RÁDIO 730. Ele voltou a falar sobre atraso salarial e explicou que existem atrasos, mas que estão sendo resolvidos.

- Realmente há um atraso, mas o que eu posso falar é que estamos trabalhando aqui todos os dias para resolver. Quando assumimos o clube, o Vila estava com muitos problemas e isso acaba que atrapalha um pouco a gestão, mas não tem nada fora do controle. Nenhuma situação de desespero. A gente trabalha aqui com muita seriedade para poder colocar as coisas em dia.

Ecival também comentou sobre a polêmica envolvendo o goleiro Elisson, ex-atleta do Vila Nova, que em sua rede social particular, desabafou contra a diretoria colorada dizendo estar chateado com os atrasos salariais.

- O Elisson é um jogador que saiu do clube na metade da temporada. Os outros jogadores que saíram do clube, que terminaram a temporada, eu não vi nenhuma manifestação de ninguém dessa forma. Durante esse ano, não foi flores aqui. O fato é que quando a gente não teve condições de cumprir os nossos compromissos com a data acertada, sempre houve uma satisfação, e eu não mudei, continuo da mesma forma. Todos os jogadores que a gente teve que postergar um pouco mais de nossa parte, recebeu pessoalmente de mim, uma satisfação. O caso dele (Elisson) a gente não tinha conseguido entrar em contato com ele, mas é uma situação que está resolvida.

O presidente colorado também falou sobre a situação dos goleiros. Com a saída de Luís Carlos para o Paraná, o Vila Nova passou a negociar com o goleiro Lucas Perri, do São Paulo, e espera uma definição do clube tricolor para definir a vinda do atleta.

- Em relação ao Lucas Perri, existe uma situação peculiar porque o São Paulo está tentando contratar um outro jogador. Ele está apalavrado com o Vila Nova,  mas nós estamos aguardando o clube dele de origem pra saber se vai contratar. Se o São Paulo não contratar, ele não vai vir, mas se contratar um outro jogador, ele vai vir. O outro goleiro o Felipe está trabalhando e no momento certo, a gente vai estar divulgando.

Perguntado se pode ser o goleiro Márcio, Ecival disse que não soube dessa informação e disse que isso fica em cargo do diretor de futebol e do treinador.

- Não tenho essa informação. Quem faz e estuda o perfil dos atletas é a diretoria de futebol e o treinador, então, eu não tenho essa informação em relação ao Márcio. Respeito o Márcio, mas é o Hemerson e o Felipe que determinam o atleta.

Outro assunto falado foi sobre as categorias de base do Vila Nova. O presidente Ecival Martins defendeu que a base colorada tenha que produzir para o bem do clube e falou sobre os investimentos que está fazendo na categoria.

- Eu sempre defendi que as categorias de base do Vila Nova tem que produzir. Graças a Deus, ela tem produzido jogadores. É isso que estou tentando fazer, pra fazer com que seus atletas possam virar dinheiro ou então com que eles tenham oportunidades no time principal. Esse ano, quatro jogadores já estão inscritos pro time profissional agora pro Campeonato Goiano. A gente entende que essa a solução para o clube.

Ecival também comentou sobre o atacante Phillipe e o volante Batata, que ambos receberam propostas de fora por uma porcentagem. O presidente falou sobre a negociação, mas espera que eles possam seguir no Vila Nova.

- O caso dos dois atletas, a gente recebeu uma proposta e nós fizemos uma contraproposta e estamos aguardando. Nós vamos estar apresentando isso pro conselho, a gente espera negociar um percentual desses jogadores e que eles possam continuar no Vila Nova, porque eles terão oportunidades no time principal. No meu mandato, eu não vendo nenhum jogador oriundo da base do Vila em cem por cento, nós vamos vender e sempre ficar com um percentual, porque a gente sabe que esses jogadores num time grande da Europa ou do Brasil, vai trazer recursos pro Vila.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757