Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

hemersonmaria.assessoriavfncO Vila Nova empatou com o Santa Cruz, por 1 a 1, no Serra Dourada. A partida foi válida pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. A equipe colorada entrou com pouco desempenho em campo, com muitas falhas nas finalizações. A torcida não gostou do que viu e os jogadores deixaram o gramado debaixo de vaias. O gol colorado foi marcado pelo volante Geovane e o Santa Cruz igualou com Ricardo Bueno.

As vaias da torcida saíram após o técnico Hemerson maria fazer algumas alterações. Durante a segunda etapa, o comandante colocou Marcelinho no lugar de Alan Mineiro e Jenison no lugar de Wallyson. Com isso, os torcedores entenderam que houve queda de rendimento na equipe e se manifestaram através de vaias. Hemerson Maria comenta sobre os protestos vindo da arquibancada.

“A substituição foi por questão técnica. Alan Mineiro estava fazendo um jogo que estava errando bastante. Não conseguiu fazer a diferença. Nós fizemos uma partida ruim, na questão coletiva, o Alan Mineiro funcionou com todos da equipe, mas hoje precisei fazer essa troca. Eu primo muito para o trabalho. O Marcelinho por mais que não tenha participado de outros jogos, mas estava treinando bem. A oportunidade não avisa quando aparece. Quero parabenizar os torcedores que estiveram aqui, tiveram comportamento exemplar. Eu tenho um grupo guerreiro e uma comissão técnica, que está trabalhando muito”, comenta. 

O Vila Nova volta à campo contra o Internacional no sábado, no Beira-Rio, às 16h30. Na última rodada o colorado o empatou com Luverdense, em casa, mas manteve a liderança. O Internacional ocupa a 1ª colocação com 63 pontos.  Matematicamente o colorado ainda tem chances de conseguir o acesso.

“Penso no jogo do Internacional e nos treinos de amanhã. Podem ter certeza que eu a frente da equipe do Vila Nova nunca vou desistir. Eu tenho uma torcida que não posso desapontar. Eu tenho que dar 100% e tento passar isso para os meus atletas. Nós temos possibilidades matemáticas de conseguir o acesso. As pessoas  as vezes te enterram vivo e ficam olhando com cara de acreditaram”, finaliza.  

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757