Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

moises.assessoriavila1Faltando apenas um dia para o maior clássico do centro-oeste, a expectativa já começa a tomar conta não só dos torcedores, mas também dos jogadores. O Vila Nova deixou o G-4 após 22 rodadas na elite da competição. Caso conquiste a vitória no clássico, a equipe poderá retornar aos quatro melhores. O atacante Moisés comenta sobre a importância da vitória para a equipe.

“O primeiro deixou nós em uma condição muito boa. Sabemos que uma vitória amanhã nos deixa novamente em uma condição boa e no G-4. Nós nos preparamos bem, sabemos das qualidades e dos pontos fracos do Goiás. Nós vamos buscar essa vitória”, diz.

Se tratando de um clássico, o jogo é interpretado de outra maneira. Goiás e Vila Nova já se enfrentaram em 271 oportunidades e o  colorado conseguiu a vitória 63 vezes. “Os números dizem que o Goiás tem uma vantagem muito grande, mas nos último três anos nós nos igualamos muito com o número de vitórias. Enfim, Nós sabemos que estamos próximos de alcançar um objetivo que pode deixar o Vila Nova em uma situação parecida com a do Goiás, fora de campo. Buscamos mais o acesso justamente para isso”, comenta.

O Tribunal de Justiça de Goiás acatou o recurso da advogada do Vila Nova, Neliana Fraga, e cassou a decisão do juiz Élcio Vicente. Em liminar, o juiz havia decidido o clássico do dia 14 de outubro entre Vila Nova e Goiás com duas torcidas, mas com limite de oito mil torcedores para cada lado. Com a decisão derrubada, prevalece torcida única na partida, ou seja, a colorada, que é a mandante.

“Não tem ponto ruim, tem somente vantagem. Acho que a nossa torcida nos últimos jogos cresceu muito e empurrando muito. No clássico sabemos que é um pouco a mais, quanto do jogador como da torcida”, finaliza.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757