Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail


Foto: Divulgação
vila.torcida
Antes mesmo de começar, o maior clássico do centro-oeste já vem movimentando a cidade. Vila Nova x Goiás acontece neste sábado (14), às 16h30, no Estádio Serra Dourada, pelo returno do Campeonato Brasileiro. Por enquanto, a justiça definiu, na última sexta-feira (06), que o clássico será com torcida única, ou seja, a do Vila Nova que é a equipe mandante.

Com isso, o clube colorado iniciou de imediato as vendas dos ingressos (clique aqui para mais informações). Entretanto, o Goiás entrou com recurso na manhã desta segunda-feira (09), e pode ser que a justiça acate. Pensando nisso, o torcedor do Vila vem tendo a preocupação de adquirir o ingresso e ficar prejudicado, caso o clássico mude para ser com torcida mista, mas com limite de público, ou então seja com portões fechados.

Em entrevista exclusiva à repórter Karina Azevedo, na edição do programa Hora do Esporte desta segunda (09), a Dra. Neliana Fraga, advogada do Vila Nova, comentou sobre o assunto e tranquilizou a nação colorada sobre essas hipóteses.

“O que é levado em consideração é a decisão que está valendo neste momento. Para que seja proferida uma nova decisão, o julgador leva em consideração o momento atual. Então, na hora que o julgador for analisar o pedido do recurso do Goiás, ele vai levar em consideração que as vendas já se iniciaram. Se por acaso voltar a decisão de torcida mista, mas com limite de público, o torcedor que já adquiriu o ingresso vai estar dentro deste limite. Vamos supor que o Vila já vendeu 10 mil ingressos, isso será levado ao juiz com base ao direito do consumidor, então ele vai ter que tomar uma decisão pensando também no nosso lado e não só no outro”, destacou.

Neliana também garantiu que caso o torcedor colorado adquira o ingresso porque o clássico será com torcida única, mas eventualmente isto mude para torcida mista e ele se sinta prejudicado ou com medo de ir ao estádio, o Vila Nova devolverá o dinheiro. Em hipótese alguma o torcedor sairá prejudicado.

“O torcedor que comprar o ingresso e eventualmente surja essa decisão (torcida mista) e ele se sinta inseguro de ir porque comprou imaginando que seria torcida única, e esta situação mude, o clube vai sim devolver o dinheiro, ou estabelecer que o ingresso vala para outra partida. Pode ser que não aconteça imediatamente, mas será feito dentro de uma programação. Mas tudo isso será feito dentro de um processo judicial”, afirmou.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757