Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

hemersonmaria.assessoriavfncO Vila Nova atropelou o CRB na noite desta terça-feira (26), por 3 a 0, no Estádio Serra Dourada. O time colorado marcou dois gols ainda no primeiro tempo, com Alemão de cabeça e Alípio em uma bela cobrança de falta. Ao final da segunda etapa, Alan Mineiro fechou o passeio em uma bela cobrança de pênalti.

A equipe do Vila com a vitória chegou aos 45 pontos, objetivo traçado pela diretoria para a equipe colorada já estar garantida pelo menos na Série B. Agora o objetivo é outro, focar no acesso a primeira divisão do Brasileiro. Diferente da derrota sofrida para o América Mineiro na última partida, o treinador Hemerson Maria mudou o jeito do Vila Nova jogar, e deu certo. Marcando alto e apertando a saída de jogo do adversário.

"Nós tínhamos um plano, de apertar a saída de bola da Luverdense, porém eles jogam um estilo de jogo diferente, com a bola passando pelo goleiro, zagueiros e volantes. Fazendo esse estudo hoje do CRB, nós percebemos que eles não têm essa bola que vai do goleiro e é uma equipe muito vertical. Então quando a bola entrava numa lateral do campo no zagueiro, conseguimos fazer a pressão com PH e Geovane adiantados bastante. Então nós temos esse estilo, em um momento fazemos o adversário quebrar. E em determinado momento deixamos o adversário jogar para fazer essa pressão e roubar a bola na intermediária", diz. 

Diante do CRB, o Vila não foi só eficiente, mas também soube jogar bonito, promovendo um espetáculo para o torcedor colorado presente. Porém a briga pelo G4 ainda continua. Há 20 rodadas entre os quatro primeiros, a equipe de Hemerson está somente há um ponto do quinto colocado. Perguntado até quando ficará nessa situação, o treinador respondeu:

"Se você se acomodar, os adversários encostam e não terá esse respiro não. Até porque hoje, o campeonato, há 5, 6, 7 rodadas atrás se fizer uma análise, tinham dez equipes brigando. Agora um bloco de seis equipes começou a afastar. Até uma comparação com a fórmula um: “as vezes você está na frente e o adversário de trás fica tentando atrapalhar. E se você olhar demais para o retrovisor, pode acabar tropeçando”. Então nós temos que aumentar ainda mais o nosso nível de concentração e minimizar os erros", finaliza

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757