Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Douglas Monteiro / VNFC
alanmineiro.douglasmonteiro
O Vila Nova venceu o Luverdense na noite deste sábado (16), por 2 a 1, no Serra Dourada. O time colorado precisava da vitória para seguir dependendo apenas de si mesmo para conquistar o tão sonhado acesso à elite do futebol brasileiro. O primeiro gol da partida foi marcado pelo meia Alan Mineiro ainda no primeiro tempo. Mas no começo da etapa final os visitantes empataram.

Mas foi aí que teve o grande diferencial, que segundo Alan Mineiro, foi o que fez o Tigre reagir e buscar o gol da vitória com Geovane. “O diferencial do jogo de hoje foi a torcida, no momento que mais precisamos, quando levamos o empate, eles foram fundamentais. O que gritaram, incentivaram. Conversamos entre nós mesmos no campo, reclamamos de câimbra, mas não era o momento de desistir. Os torcedores são muito importantes para o Vila”, afirmou.

O camisa 10 colorado também comentou sobre o diferencial deste grupo que vem mostrando muita garra e força de vontade no Brasileiro Série B. Já são 18 rodadas sem sair do G-4 e o sonho de conquistar o acesso cada vez mais perto.

“Trabalho.  Neste grupo não tem migué, todos trabalham, dos onze que estão lá jogando desde quem não está entre eles. É um grupo de trabalhadores e isso que está fazendo a diferença, a vontade”, destacou.

Alan Mineiro foi para o jogo sem estar 100%. Alem de estar sentindo um incômodo no calcanhar, o jogador também pegou uma virose, mas mesmo assim, pediu para o técnico Hemerson Maria para ir pro jogo.

“Estou com uma virose há quatro dias, todos sabiam disso, não que queria esconder isso, mas não é uma gripe que me tiraria deste jogo tão importante para a torcida, para o clube. Ela me atrapalhou um pouco, poderia ter ajudado mais, mas valeu a pena”, finalizou.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757