Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Assessoria VNFC
alanmineiro.assessoriavnfc
O Vila Nova conquistou um importante ponto no Campeonato Brasileiro da Série B na noite desta segunda-feira (04). O Tigre foi até Campinas e segurou o empate por 0 a 0 contra o Guarani no Estádio Brinco de Ouro. O resultado garante o time colorado mais uma rodada no G-4, mas pode terminar em 4ª lugar caso o Ceará vença o Londrina fora de casa neste sábado (09). No momento, o Vila ocupa a 3ª colocação com 39 pontos.

Alan Mineiro, que é o artilheiro do time com oito gols e uma das peças fundamentais no meio-campo, saiu sentindo dores aos 13 minutos da etapa final. O jogador chegou a ser dúvida durante a semana após sofrer uma entorse no calcanhar durante o treinamento. Após o jogo, Alan lamentou ser substituído tão cedo e destacou a força que o Vila vem conquistando na competição.

“Ficar de fora é muito sofrimento, quero sempre estar ajudando. Quem entrou nos ajudou a garantir esse empate e esse ponto tão importantes. É difícil vencer o Vila, a equipe marca muito bem desde o ataque até a defesa. Todos sem empenham, procuram fazer o que o treinador pede e isso faz a diferença”, afirmou.

Alan Mineiro também comentou sobre o desconforto que sentiu no duelo e que o fez pedir para sair. “Senti uma pequena dor acima do tendão porque sobrecarregou a panturrilha, mas não posso entrar em detalhes agora, vamos esperar e fazer exames para ver o que pode ser, mas tenho fé que não será nada”, destacou.

Ao final do jogo o meia Richarlyson, do Guarani, reclamou da postura da equipe colorada e afirmou que o Vila Nova foi “covarde”. Questionado sobre esta declaração, Alan Mineiro soltou risos e enalteceu o poder de marcação da equipe.

“Não fomos covardes, nossa equipe marcou muito bem. E ele não pode falar isso, foi campeão brasileiro com o São Paulo tendo como principal característica a marcação”, finalizou.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757