Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Assessoria VNFC
hemersonmaria.assessoriavilanova
O Vila Nova perdeu para o Náutico, por 1 a 0, nesta terça-feira (01), no Estádio Serra Dourado. O Tigrão não conseguiu chegar a área do Náutico, com isso, o time colorado fez um primeiro tempo de pouca movimentação. Aos 32 minutos da primeira etapa o zagueiro Breno Calixto marcou para a equipe visitante. O Vila Nova não conseguiu manter a mesma regularidade das últimas partidas perdendo passes no meio de campo.   

"Nós tivemos um primeiro tempo muito ruim. Nosso comportamento em campo não foi legal, a equipe ficou apática. Nós aceleramos muito a partida proporcionando espaço para a equipe do Náutico, que é rápida principalmente do meio de campo para frente. E quando surgiu a oportunidade eles fizeram gol. Depois nos descontrolamos no primeiro tempo e não conseguimos recuperar. Mas no segundo tempo voltamos diferente e agredindo mais", ressalta Hemerson Maria  

O time colorado ocupava a vice-liderança, mas com a derrota o Tigre cai para a 3ª colocação com 29 pontos. O Vila Nova vinha de duas rodadas sem perder. O próximo confronto será contra o Londrina na próxima segunda-feira (7), no Estádio do Café, às 20h.   

"Penso que visemos um primeiro tempo ruim. Foi o pior primeiro tempo que fizemos aqui no estado de Goiás. Nós já fizemos jogos fora de casa que o primeiro tempo também não foi legal, mas acabamos vencendo. Às vezes para alguns integrantes da imprensa a equipe joga bem e acaba vencendo, encobrindo algumas situações. A partir do momento que o Vila Nova não funciona coletivamente e não joga no seu limite. Nós fizemos por merecer os 29 pontos e fizemos jogos muito bons", comenta.    

O meia Alan Mineiro fez algumas assistências importantes para a equipe colorada. Aos 33 minutos do segundo tempo o jogador foi substituído por Fernando Medeiros, mas Alan saiu da partida irritado se isolando no banco de reservas.   

"Está tudo tranquilo. Tudo resolvido. Em relação a questão tática o Alan Mineiro vem jogando com frequência os noventa minutos. Ele é um jogador muito forte e precisa de um tempo maior para recuperar. O Alan mineiro vem tendo uma queda de rendimento natural. Ele não vai jogar trinta e oito jogos e vai fazer gol em todos eles. Sobre isso estamos conscientes, estamos preparando outros jogadores para entrar no lugar dele quando for preciso, foi o caso dessa partida (Náutico). Nenhum jogador é insubstituível", finaliza.  

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757