Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

(Foto: Nathália Freitas / Portal 730)
balzacchi microfone radio nath
O Vila Nova vive um bom momento na Série B. A equipe colorada ocupa a 4ª colocação, com 26 pontos. Com 54,2% de aproveitamento, o Dragão entra em campo no próximo sábado (29) contra o Figueirense, no Estádio Orlando Scarpelli, às 16h30. Na manha desta terça-feira (25), o presidente do Conselho Deliberativo do Vila Nova, Wilson Balzacchi, ressaltou o bom desempenho da equipe colorada.

“Tenho certeza que vamos brigar pelo acesso até o fim. O Goiás está seis pontos atrás da gente e pode subir também. Vamos brigar pelo acesso até o final. Se vamos subir eu não sei, por que ainda tem oito clubes para quatro vagas. Nós não estamos empolgados, mas com esperança. Nós sabemos que temos que trabalhar dobrado, por que o fato de muitas pessoas da imprensa não acreditar na gente, faz com que a torcida não acredite”, diz.

O Tigrão faz uma de suas melhores campanhas na competição. O clube não chega muito próximo da zona de acesso desde 2008. A equipe terminou o Campeonato Brasileiro da Série B daquele ano na 6ª colocação com 58 pontos. A equipe colorada animou seu torcedor com o possível acesso, quando venceu o Corinthians por 2 a 1 no Serra Dourada.  

“Olhando o time de 2008 e o de hoje, o de hoje é muito mais comprometido. É um elenco que quer muito fazer história. Sentimos isso nos jogos. Quando acabou o jogo contra o América eu liguei para o Felipe e dei os parabéns pela equipe. Por que eles não iria jogar com tanta vontade se não estivesse tudo resolvido internamente. Não é só contratar, mas cuidar de quem está aqui”, ressalta. 

Com a decisão do Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o Vila Nova foi punido com quatro mandos de campo de portões fechados. Essa advertência foi causada por briga entre torcedores no confronto contra o Goiás, no último dia 24 de junho, no Estádio Serra Dourada.

“Faz muita falta. Aqui no Vila Nova nós trabalhamos no limite. O componente essencial para o Vila Nova é a bilheteria e nos cotávamos com isso. Com a boa campanha que o clube faz era para o Vila Nova ter uma média de 8 mil a 10 mil de público. Isso atrapalha muito. O Ecival tem que ir atrás e ele está fazendo isso muito bem. As coisas estão bem encaminhadas”, finaliza. 

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757