Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail


Foto: Ricardo Duarte / Divulgação Internacional
vilaxinter
O Vila Nova venceu o Internacional neste sábado (22), no Estádio Serra Dourada, por 2 a 1. O time colorado saiu à frente no placar, mas viu o colorado gaúcho empatar em cobrança de pênalti. Aos 45 minutos da etapa final, o Tigre puxou um contra-ataque fulminante e Mateus Anderson sacramentou a vitória. Após duas derrotas consecutivas, o Vila Nova reencontrou a vitória e voltou a se equilibrar na tabela. 

Com o triunfo, o Tigre volta ao G4 e ocupa a 4ª colocação com 26 pontos, um a mais que o 5ª colocado CRB que empatou por 1 a 1 com o Guarani. O próximo compromisso do Vila Nova é contra o Figueirense, fora de casa, no sábado (29), às 16h30.  

A partida 

O primeiro tempo no Estádio Serra Dourada foi muito equilibrado. Os times se estudaram bastante nos primeiros minutos e não conseguiram criar grandes jogadas. O time colorado estava mal distribuído e não apresentou opções de puxar contra-ataque, já que Alípio e Mateus Anderson, que jogam pelos lados, voltavam ajudando na marcação. 

No segundo tempo o Vila Nova voltou completamente recuado.  Nos primeiros 10 minutos o time colorado jogou com os 11 jogadores no campo de defesa, mas o Internacional estava perdido em campo, não conseguia fazer jogadas bem articuladas. Mas a estratégia de Hemerson Maria parece ter funcionado. 

Aos 13 minutos, Gastón fez grande jogada individual e tocou para Alípio dentro da pequena área, o atacante tocou fraquinho na saída de Danilo Fernandes e a bola morreu dentro do gol. Após sair à frente no placar, o Vila Nova seguiu se defendendo até que aos 25 minutos, a bola tocou no braço de Maguinho dentro da pequena área e o juiz marcou pênalti. 

William Potiker foi para a cobrança e chutou firme do lado esquerdo de Luís Carlos, o goleirão chegou a tocar na bola, mas não conseguiu evitar o gol. O Vila Nova seguiu atrás mesmo com o empate e esperando uma jogada de contra-ataque para ficar à frente no placar. Com a entrada de Tiago Adan  o time conseguiu , finalmente, encontrar a jogada que precisava. Aos 45 minutos, o atacante levou a bola até a linha de fundo e tocou para Mateus Anderson soltar uma bomba e deixar o Tigre na frente mais uma vez. 

De volta ao G4 

Após duas rodadas longe do G4, o Vila Nova voltou à zona de classificação à elite do futebol brasileiro. O time colorado, que perdeu as duas últimas partidas, reencontrou o caminho da vitória e com ele veio a 4ª colocação, um a mais que o 5ª colocado CRB que empatou por 1 a 1 com o Guarani também em partida realizada neste sábado. 

Superação

Após duas derrotas consecutivas, para o Paysandu em casa e Santa Cruz fora, o Vila Nova tinha tudo para finalizar mais uma rodada com outra derrota. Jogando com o gigante Internacional, que vinha de uma vitória, e sem a torcida para apoiar, o Tigre superou as dificuldades, reencontrou o caminho da vitória e se equilibrou novamente na tabela. 

Portões fechados

Esta foi a primeira das quatro partidas em que o Vila Nova terá que jogar de portões fechados por conta da punição estabelecida pelo STDJ após a briga entre as torcidas de Goiás e Vila no último clássico pela Série B. O time colorado tenta recorrer e fazer com que a partida contra o Paysandu, que foi realizada no Estádio JK, seja incluída na punição, mas por enquanto a situação ainda não foi definida.

FICHA TÉCNICA           

Campeonato Brasileiro da Série B – 16ª rodada                
Jogo: Vila Nova 2 x 1 Internacional       
Data: 22/07/2017                  
Horário: 16h30 (de Brasília)                  
Estádio: Serra Dourada 

Cartão amarelo: Gastón (Vila Nova) ; Rodrigo Dourada, Winck e Victor Cuesta (Inter)
Cartão vermelho: Geovane e Hemerson Maria

Árbitro: Vinícius Furlan (SP)            
Assistentes: Vitor Carmona Metestaine (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)         
4º Árbitro: Breno Vieira Souza (GO)   

VILA NOVA: Luís Carlos; Maguinho, Alemão, Wesley Matos e Gastón; PH (Claudinei), Geovane, Alan Mineiro e Alípio (Mateus Muller); Mateus Anderson e Moisés (Tiago Adan). Técnico: Hemerson Maria. 

INTERNACIONAL: Danilo; Cláudio Winck, Danilo Silva, Victor Cuesta e Uendel; Dourado, Fabinho, D'Alessandro e Gutiérrez; Diego e William. Técnico: Guto Ferreira. 

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757