Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Assessoria VNFC
hemersonmaria.assessoriavfnc
O Vila Nova entra em campo neste sábado (22) contra o Internacional, no estádio Serra Dourada, às 16h30. Na 7ª colocação com 23 pontos, o Tigrão pode voltar à zona de acesso caso conquiste a vitória. O Internacional vive a mesma situação na competição. Na 5ª colocação com 24 pontos, a equipe visitante vai a busca dos três pontos para estar entre os quatro melhores da Série B. 

“É o jogo mais esperado por todas as equipes da Série B. Nós não precisamos nem valorizar nem subestimar o adversário. Vamos dar ao Internacional o devido respeito que ele merece, mas sabemos que temos potencial para sair com os três pontos”, ressalta Hemerson Maria.

O colorado esteve no G-4 por nove rodadas. Após duas derrotas consecutivas a equipe perdeu três colocações. “Ninguém entra em campo para perder. Penso que o que faz falta agora é os pontos que perdemos contra o Paysandu. Me preocupo quando vejo queda de rendimento, e isso houve no segundo tempo da partida contra o Paysandu. Acredito que esse fato não vai se repetir mais. Em relação a pressão, sempre seremos pressionados. Se estivéssemos no G-4 também estaríamos pressionados para que estivéssemos entre os quatro primeiros”, diz.

Na tarde de sábado a torcida não poderá comparecer no Serra Dourada. Cumprindo punição após briga da torcida no jogo contra o Goiás, no último dia 24 de junho, o Vila Nova terá que entrar em campo sem o apoio de seus torcedores.

“Eu tive uma experiência em 2015 com o Joinville. Fizemos um jogo contra o Palmeiras na Arena Joinville e foi estranho. O ambiente do futebol não é esse. Principalmente nesse jogo que a expectativa de público era grande. Seria um jogo que teria um grande atrativo, pelo fato do Internacional também buscar o G-4 como nós estamos buscando a volta”, finaliza.  

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757