Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Assessoria Vila Nova
hemersonmaria.assessoriavilanova
Após perder o título do Campeonato Goiano para o arquirrival Goiás no último domingo (7), o Vila Nova demitiu Mazola Júnior na segunda-feira (8). Na terça (9) a diretoria anunciou que Hemerson Maria estava acertado com o Tigre para dar sequência à temporada no Campeonato Brasileiro da Série B. Nesta quarta-feira (10), o clube colorado apresentou oficialmente o novo comandante.

Hermerson chega com uma especulação muito boa. O treinador traz em sua bagagem títulos de expressão, como a conquista da Série B, em 2014, com o Joinville. O comandante afirmou que não existe uma fórmula para conquistar o título ou o acesso à elite do futebol brasileiro, mas que é muito importante preparar o pensamento dos jogadores de forma positiva.

“Sou um profissional muito otimista, penso que nós temos que nos concentrar agora na preparação da Série B e motivar o elenco. No Joinville, não começamos a Série B de 2014 com as pessoas colocando o clube como possível campeão, era o Vasco, Ponte Preta, outras equipes que eram mais credenciadas. Mas o elenco trabalhou forte, acreditou no projeto, honrou a cidade e é isso que vamos fazer aqui, mentalizar o grupo de uma forma vencedora”, afirmou.

O treinador comentou estar acompanhando o trabalho que vem sendo realizado no Vila Nova nos últimos anos e que o clube está em um processo para alcançar seu maior objetivo, que é o acesso. Foi essa seriedade e foco que fez com que Hemerson aceitasse o desafio de assumir o Tigre.

“Gostei dos projetos que o Felipe Albuquerque me apresentou, o time fez um bom campeonato brasileiro ano passado, esse ano foi vice no estadual. Parabenizo o trabalho dos treinadores anteriores e espero fazer um trabalho que atinja todos os objetivos do clube”, declarou.

Hemerson é natural de Florianópolis, Santa Catarina, e foi lá que construiu e consolidou a maior parte de sua carreira como treinador de futebol. Mas esta não será a primeira vez que o profissional assume o comando de um time goiano. Em 2013 esteve à frente do Crac, de Catalão, onde teve uma passagem rápida, mas de muito aprendizado. Hemerson comentou sobre o que muda de um clube para o outro.

“Dentro de campo não muda muito, fui muito feliz em Catalão. O que muda é a pressão, o Vila é clube que tem uma torcida maior, uma representatividade dentro do cenário do futebol brasileiro, mas encaro com naturalidade. O futebol é um esporte de pressão”, finalizou.

O Vila Nova estreia no Campeonato Brasileiro da Série B neste sábado (13), às 16h30, contra o Boa Esporte, no Estádio do Melão.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757