Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Comunicação Vila Nova
ecival martins eleito douglas comunic
O Vila Nova perdeu novamente para o arquirrival Goiás pela final do Campeonato Goiano. O primeiro jogo havia ficado 3 a 0, e na tarde deste domingo (7), o time esmeraldino venceu novamente, mas desta vez por 1 a 0. O time colorado deu adeus à chance de conquistar o caneco do estadual após 12 anos sem nem mesmo conseguir disputar uma final do Goianão.

Agora, o Tigre já começa a pensar nas próximas páginas do ano. O time colorado estreia na Série B do Brasileirão no próximo sábado (13), às 16h30, contra o Boa Esporte, no Estádio do Melão. Mas o Vila Nova tem outra questão para se preocupar, a financeira. O presidente colorado, Ecival Martins, concedeu uma entrevista exclusiva ao repórter Arthur Magalhães, da Rádio 730, onde fez um balanço financeiro do time neste ano de 2017. Segundo o mandatário, a situação é muito delicada, mas que tudo está em dias.

“Precisamos ir atrás de todas as dívidas e colocar em um papel para podermos negociar essas dívidas e torna-las administráveis. Todos os dias sou surpreendido com algo novo. Preciso saber o que vai acontecer amanhã, daqui um mês, entender o que está acontecendo. Não tem como trabalhar desta forma. Hoje está tudo em dia, mas em qualquer lugar afirmar isso é normal, no Vila é milagre. É essa a realidade, pagar em dia no Vila é milagre. São muitas as situações, até por isso a demora em fechar o acordo com a Caixa”, declarou.

Segundo o presidente colorado, o que mais atrapalha o clube a ir para frente são as dívidas deixadas por mandatos antes dele.

“O Vila tem uma dívida enorme que precisa ser paga e somos nós que temos que pagar, não adianta ficar empurrando para frente. Chegou um momento em que eu quero encarar esta dívida. Nós vamos levantar essa dívida; para quem é, quanto é. Temos que encarar o time como ele é, eu sou o presidente, mas se você me perguntar para quem o Vila deve e quanto deve, eu não sei. Nenhum outro ex-presidente sabe. Temos que entender o que acontece, o torcedor precisa saber como é o clube por dentro”, afirmou.

Além disso, Ecival reclamou dos problemas criados internamente. O presidente comentou que são muitas as pessoas ligadas ao clube que criticam muito sua forma de governar, mas em que nada acrescentam, fazendo com que a situação fique ainda mais complicada de ser resolvida.

“O Vila precisa de ajuda de todos os vilanovenses. Não rejeito ajuda de ninguém, todas as pessoas que querem vir ajudar, estamos de portas abertas. Não tenho arrogância, nem prepotência, o Vila é um clube que precisa da ajuda de todos, mas aqueles que não querem ajudar, que não atrapalhem. Espere o momento da eleição, faça sua chapa”, finalizou.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757