Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Comunicação/VNFC
everton vnfc
O Vila Nova sempre foi muito cobrado por não aproveitar jogadores formados nas categorias de base, no time principal. Porém, a história parece estar mudando em 2017. Sob o comando do técnico Mazola Jr, muitos garotos estão tendo a oportunidade de jogar na equipe profissional.

Uma das esperanças da base colorada é o meia Everton. Aos 19 anos, ele jogou pela primeira vez como titular em 2017 no jogo contra o Rio Verde no último domingo (12) e gostou de sua atuação e de toda a equipe.

“Acho que apesar teoricamente o time reserva, nossa equipe foi bem tanto individualmente como coletivamente também. Acho que posso sim buscar minha vaga no time titular e esse é o meu objetivo. Vou respeitar meus colegas que estão jogando, mas quero buscar meu espaço”.

Meia ofensivo, Everton acabou sendo utilizado em alguns momentos no domingo como um volante. E, apesar de não ser sua posição de origem, não vê problemas em atuar mais recado novamente. “Na verdade, minha posição é atacante, meia. Contra o Rio Verde acabei sendo utilizado como meia, mas acho que me sai bem e quem sabe eu não possa me sair bem nessa posição”.

O atleta, que consegue flutuar em vários setores dentro do campo, acredita que esse fator pode ajudá-lo a estar no time titular. “Essa versatilidade pode me ajudar a jogar. A facilidade de jogar no ataque, no meio e até como volante pode ser bastante proveitoso para mim. Minha prioridade é estar jogando. Tanto no Goiano como na Copa do Brasil eu quero estar entre os 11”.

No jogo de estreia na Copa do Brasil nesta quinta-feira (16) diante do Fast Clube em Manaus, o Vila Nova tem a vantagem do empate para conquistar a classificação. Porém, este não é o pensamento do grupo colorado. “Todos os jogos nós entramos com o pensamento de vitória. Vamos deixar o empate como apenas mais um recurso”, garante Everton.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757