Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Arthur Magalhães / Portal 730
mazola vila arthur magalhaes
O pré-jogo dos técnicos de Atlético e Vila Nova ficou marcado pelo respeito e elogios ao adversário. Se Marcelo Cabo destacou que o elenco colorado deverá evoluir com o passar das rodadas, Mazola Júnior fez questão de apontar o sucesso rubro-negro ao conjunto de trabalhos realizados por jogadores, comissão técnica e departamento de futebol.

“Os resultados obtidos em campo durante a pré-temporada podem ser muito ilusório. Conheço todos os jogadores do Atlético, os trabalhos do Marcelo Cabo e do Adson Batista. Por essa somatória, acredito que as duas equipes chegam para o clássico no mesmo nível. Penso que o Atlético leva vantagem por ter mantido a mesma comissão técnica. Do meio para frente, os jogadores são muito técnicos. Podem em um ato individual definir o resultado da partida”, opinou o treinador do Tigrão.

Leia mais: Vai começar! Clássico entre Atlético e Vila Nova abre 74ª edição do Goianão

Mazola fez questão de frear qualquer clima de já ganhou dentro das dependências do time colorado, por conta do triunfo contra o Flamengo, em amistoso preparatório para a temporada. “Não vi festa, muito menos comemoração. Foi uma vitória mais significativa para o clube do que pro time. O clássico é totalmente diferente, o ambiente e objetivo são outros. Sinceramente não percebi euforia pela vitória sobre o Flamengo”, comentou.

Se do lado rubro-negro o time já está definido, do lado vermelho o mistério ainda existe. O atacante Moisés sofreu uma pancada no confronto contra o Fla e ainda não se recuperou, mas para Mazola, uma possível ausência do atacante não é algo que precise ser totalmente lamentado.

Já viu? Goianão: Caçula debutando, artilheiro em campo e invencibilidade; os destaques da 1ª rodada

“Vamos tentar fazer o possível para que ele reúna condições mínimas para jogar. Se caso o Moisés não jogar, já realizamos algumas alternativas e amanhã será feita a decisão. Com o Vandinho muda um pouco em relação ao Moisés, mas temos outras alternativas. Criamos, durante os treinamentos, várias situações”, explicou Mazola.

A pergunta que não falta durante as coletivas que antecedem um clássico é sobre um possível favorito. E o técnico do Tigrão preferiu destacar a postura do seu clube a citar um nome ou ficar em cima do muro.

“O Vila Nova tem hoje uma inferioridade técnica, mas com certeza, e o torcedor vai ver isso amanhã, nós não vamos ser inferiores na disposição, entrega e vontade de vencer. Trabalhamos bem, estamos passando um momento legal, esperamos fazer uma boa estreia e conseguir uma grande vitória contra o Atlético”, declarou.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757