Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

(Foto: Reprodução/VNFC)
wesley matos comunicacao vnfc
São poucos os remanescentes da equipe titular do Vila Nova de 2016 nesta temporada. Dos 11 jogadores que iniciaram a partida contra o Flamengo no último sábado (21), apenas dois estavam na equipe colorada no ano passado.

Um dos últimos contratados pelo Tigre, o zagueiro Wesley Matos diz este período de pré-temporada foi suficiente para os atletas se conhecerem. “Nós conseguimos mostrar isso no último amistoso. O entrosamento foi até mais rápido do que pensávamos. No dia-a-dia o time vem ganhando entrosamento e confiança”.

Apesar da importância da vitória sobre o rubro-negro carioca, o ex-jogador do Goiás garante que o amistoso já ficou para trás e que o foco é a estreia no Goianão contra o rubro-negro goiano.

“O Flamengo já passou, nós temos que esquecer (a vitória). Desta vez será um jogo muito complicado, um clássico contra o Atlético. Sabemos da qualidade da equipe deles, precisamos estar bastante focados e concentrados porque clássico se resumem em detalhes e quem errar menos sai vencedor”.

Segundo o zagueiro, a grande força do Atlético não está depositada em u ou outro jogador. “Não dá para citar só um. O conjunto deles ano passado foi muito forte e essa é uma característica do Marcelo. Então, temos que estar atentos a todos os setores para podermos sair como vencedores sábado”.

Diferentemente do que viveu no Goiás ano passado, Wesley destaca que o atual elenco do Vila é muito unido e que o objetivo é comum. “Aqui é um grupo onde todo mundo se ajuda, que quer um algo a mais este ano, principalmente fazer história no Vila Nova. Já começamos isso no amistoso contra o Flamengo. Agora, esperamos buscar este título goiano que o Vila não conquista há 12 anos e o tão esperado acesso à Série A, porque este é o intuito de todos, o pensamento é um só”.

Atlético e Vila Nova se enfrentam no próximo sábado (28), no Serra Dourada, na abertura do Campeonato Goiano em 2017. Mesmo com o adversário na elite do futebol nacional, o zagueiro colorado não coloca o rubro-negro como o grande favorito ao título estadual.

“Não digo que seja o alvo a ser batido, porque temos que ganhar de todos. Quem quer ser campeão não escolhe adversário. A força do nosso grupo nos faz ser um candidato a título também”.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757