Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Comunicação / VNFC
whatsapp image 2017 01 24 at 18.36.41
Ele chegou ao Vila Nova em meio a desconfianças, mas bastou o amistoso contra o Flamengo para PH cair nas graças do torcedor. O volante de 25 anos foi um dos destaques do time na vitória do último sábado (21) e após a boa partida, acredita que este seja o melhor momento de sua carreira.

“Sim, é minha melhor passagem por um clube. Não só pela questão de momento, mas agora estou presenciado o que é o Vila Nova mesmo. Toda sua grandeza, sua torcida. Acredito que todos os jogadores aqui estão treinando para ver isso (festa da torcida) de novo já na estreia do Goianão”.

Apesar da empolgação do torcedor colorado após a primeira vitória da história do Vila sobre o Flamengo, PH garante que a euforia dos jogadores terminou no sábado. “Fiquei surpreso com a postura de jogadores e comissão técnica, foi uma vitória eufórica, mas apenas naquele momento. Todos entenderam o que precisavam e no dia seguinte já nos concentramos, tirando o que foi proveitoso, analisando os erros para corrigir”.

A quatro dias da estreia do Campeonato Goiano, o Vila Nova já está pronto para encarar seu primeira clássico no ano. Segundo o atleta, isso é reflexo da preparação que vem sendo feito desde o início do ano.

“O Mazola (Júnior) conseguiu tirar acredito que 100% de cada jogador. E nessa reta final são dias de manutenção, ver o que cada atleta está precisando melhorar, tudo isso para jogarmos bem contra o Atlético que é o clube a ser batido dentro de Goiânia, não só pela grandeza, mas por ele está (na Série A). Tenho certeza que se eu fizer um jogo bom contra o Atlético, repetir o sucesso contra o Anápolis, serão provas de que estou fazendo bons jogos”.

Mesmo com o poder ofensivo do time rubro-negro, PH garante que a principal preocupação do Vila é com a sua própria equipe. “Acho que nossa maior preocupação é ajustar nosso time. Essa questão de se preocupar individualmente com um ou outro adversário, a comissão técnica vai nos passar com o dia a dia. Nos resta apenas a ajustar, independente de quem for o adversário”.

Quando o assunto são os times do interior, o volante prega cautela porque segundo ele, os jogos também serão muito complicados. “O ano é muito curto para eles porque pode acabar após o término do estadual. Não podemos esperar menos do que 100% de cada jogador. E vale lembrar que se eles estão jogando é porque possuem qualidades. Temos que repetir a postura apresentada contra o Flamengo, independente de onde seja o adversário - interior ou capital”, afirma PH.

O Vila Nova estreia no Goianão sábado, dia 28, contra o Atlético no Estádio Serra Dourada. O preço dos ingressos já foi definido. Confira!

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757