Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Comunicação / VNFC
WhatsApp Image 2017 01 04 at 21.54.20
O sonho de todo garoto das categorias de base dos clubes de futebol é um dia chegar ao time profissional e para Alexandre Vecci, de 20 anos, não é diferente. No Vila Nova desde 2011, ele disputou 10 campeonatos com a camisa colorada, conquistando oito títulos e sendo capitão em todas as categorias que passou. Com um currículo tão vitorioso, Vecci não esconde a felicidade por integrar o time profissional.

“É um experiência muito gratificante pra mim que estou no aqui desde o sub-15. Quero ter minha oportunidade para mostrar o meu futebol. Eu devo muito ao Vila, e agora espero mostrar meu trabalho também no profissional e chegar um dia a ser capitão”.

Treinando há 3 dias com o novo técnico, o volante ressalta a diferença entre as atividades da base e do profissional e garante que a equipe trabalha forte para a estreia no Campeonato Goiano, dia 28.

 “O treinamento é bem mais intenso. O tempo é mais curto, porém em intensidade máxima. O Mazola tem um trabalho forte de posse de bola e de movimentação, junto com o Renan que trabalha a parte física.Estamos nos preparando para chegar bem contra o Atlético”.

Copa São Paulo de Futebol Júnior

Sem participar da Copa São Paulo por já ter ultrapassado a idade limite da competião, Alexandre Vecci ficou feliz com a vitória do Tigrinho logo na primeira rodada e revelou que sempre dá dicas sobre o time.

“O Lucas (treinador do Sub-20) é um grande amigo que eu tenho, por isso, sempre pergunto para ele como está o time. Como eu era capitão no ano passado, procurei dar dicas do time, principalmente dos meninos mais novos que estavam subindo de categoria agora e que eu conheço muito bem.”

Aprendizado

Com a meta de ser titular do Vila Nova no Goianão, o volante diz estar aproveitando a oportunidade para aprimorar a parte física e para pegar dicas com os jogadores mais experientes do elenco.“O Geovane é de quem sou mais próximo, é um cara batalhador. Me espelho nele porque posso chegar e pedir dicas, além de estar próximo e ver a movimentação dele em campo para poder sempre aprender mais”.

O Vila Nova estreia na competição estadual logo em um clássico contra o Atlético, dia 28, no Estádio Olímpico.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757