Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Divulgação
arena corinthians tem recebido menos publico n4
Quase dois anos depois da primeira passagem, a Seleção Brasileira volta a jogar na Arena Corinthians, nesta terça-feira (28), às 21h45. Neste retorno, o ambiente é parecido em termos de otimismo. Contra o Paraguai, pelas Eliminatórias da Copa da Rússia, a equipe comandada por Tite entra em campo por uma torcida eufórica, em um estádio lotado e com fé no início de uma trajetória rumo ao título mundial.

Reencontro com Itaquera

A primeira e última vez que o Brasil havia jogado na Arena foi no dia 12 de junho de 2014, quando bateu a Croácia por 3 a 1, de virada, na abertura da Copa do Mundo FIFA™. Naquela ocasião, a equipe desfrutava de uma incrível popularidade conquistada no ano anterior, quando foi campeã da Copa das Confederações.

As esperanças em Tite

Sob o comando do técnico Tite, a atual seleção recuperou essa relação positiva com o público, como existia no início do Mundial de 2014. O motivo de tal reação da torcida foram as sete vitórias conquistadas pelo técnico Tite nas Eliminatórias, desde que assumiu o cargo em junho. Além, é claro, da sonhada medalha de ouro conquistada nas Olimpíadas Rio-2016.

O ápice

Com a confiança restaurada, contra o Paraguai Tite poderá atingir o ápice de seu trabalho na Seleção, já que em uma possível combinação de resultados os canarinhos poderão carimbar seu passaporte para a Rússia-2018. A Arena Corinthians foi o lugar onde o técnico gaúcho mais foi vitorioso e teve 83% de aproveitamento dos pontos como comandante do Corinthians. “É preciso ter naturalidade (com o bom momento). Não posso deixar que os atletas fiquem felizes, e eu também, mas não posso não ficar feliz. Mas isso não facilita em nada nosso trabalho no enfrentamento com o Paraguai”, disse Tite.

Casa cheia

A arena estará lotada. Até o fechamento das bilheterias no início da noite desta segunda-feira (27), restavam apenas 2,7 mil ingressos à venda de uma carga total de 46,8 mil bilhetes. A goleada sobre o Uruguai, por 4 a 1, em Montevidéu, e pode conseguir nesta rodada a classificação antecipada ao Mundial. Para isso, terá de bater o Paraguai e torcer por derrotas do Equador para a Colômbia, em Quito, e do Chile para a Venezuela, em Santiago.

Tudo em segredo

Tite fechou o último treino, realizado na tarde desta segunda-feira na arena. Apenas os 15 primeiros minutos foram abertos aos jornalistas. O período mostrou a ausência de Roberto Firmino. O atacante está com dores de garganta, foi poupado da atividade e deu lugar a Diego Souza. No trabalho realizado no gramado, Tite posicionou dois times. A comissão técnica vai aguardar a evolução da recuperação de Firmino e conta com a escalação do atacante. Tite fará uma mudança em relação ao time que goleou o Uruguai. O treinador se viu forçado a substituir o titular Daniel Alves, que recebeu o segundo cartão amarelo em Montevidéu e precisará cumprir suspensão automática. O substituto será Fagner.

Ficha técnica

Eliminatórias Sul-Americanas: 14ª rodadaJogo: Brasil x ParaguaiData: 28 de março de 2017Horário: 21h45 (de Brasília)Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)

Árbitro: Victor CarrilloAssistentes: Jonny Bossio e Coty Carrera (trio peruano)

Brasil: Alisson, Fagner, Marquinhos, Miranda e Marcelo; Casemiro, Paulinho e Renato Augusto; Philippe Coutinho, Neymar e Roberto Firmino. Técnico: Tite.

Paraguai: Antony Silva, Bruno Valdez, Paulo Da Silva, Darío Verón e Junior Alonso; Derlis González, Cristian Riveros, Rodrigo Rojas e Miguel Almirón; Ángel Romero e Darío Lezcano. Técnico: Arce.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757