Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Duda Bairros/Vicar
download
Na segunda bateria da etapa de abertura da temporada 2017 da Stock Car, a vitória ficou com Ricardo Zonta. O piloto da Shell Racing largou na 25ª posição após abandonar a primeira corrida devido a um acidente, suportou a pressão do companheiro de equipe, Átila Abreu, para vencer em Goiânia. Max Wilson repetiu a posição da primeira bateria e completou o pódio da prova.

O fato de não usar os botões de ultrapassagem e não desgastar os pneus na primeira bateria acabou contribuindo para Zonta garantir a vitória. “Impressionante a desempenho do carro. Já estava bom na classificação, acabei me envolvendo no acidente na primeira corrida e não desgastei os pneus e nem usei o botão de ultrapassagem. Foi difícil prever que eu poderia fazer várias ultrapassagens. O meu carro e do Átila estavam iguais, os dados volta a volta são bem parecidos. Esse ano vamos pra cima”.

Átila Abreu chegou a liderar a prova após Felipe Fraga, da Cimed Racing, rodar na pista, mas viu seu companheiro de equipe ultrapassá-lo logo após a parada para reabastecimento e troca de pneus. “Esse segundo lugar teve um sabor de vitória. Foi uma excelente corrida, melhor do que imaginávamos, porque e o começo de um trabalho com uma nova equipe. Estivemos sempre competitivos no fim de semana”.

A segunda etapa da temporada 2017 da Stock Car será realizada no dia 23 de abril, no autódromo Velopark, em Nova Santa Rita (RS). Confira o resultado final da segunda bateria.

1) 10 Ricardo Zonta (Shell Racing) 
2) 51 Átila Abreu (Shell Racing) – a 2s968
3) 65 Max Wilson RCM Motorsport – a 5s252
4) 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – a 7s799
5) 5 Denis Navarro (Cimed Racing Team) – a 11s042
6) 29 Daniel Serra (Eurofarma RC) – a 14s838
7) 18 Allam Khodair (Full Time Sports) – a 15s227
8) 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing) – a 18s953
9) 0 Cacá Bueno (Cimed Racing) – a 21s877
10) 88 Felipe Fraga (Cimed Racing Team) – a 23s497

11) 77 Valdeno Brito (Eisenbahn Racing Team) – a 23s786
12) 8 Rafael Suzuki (Cavaleiro Motorsport) - a 24s828
13) 1 Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi Racing) – a 24s846
14) 70 Diego Nunes (Full Time Bassani) – a 25s886
15) 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) – a 26s388
16) 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) - a 32s357
17) 90 Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) - a 35s491
18) 25 Tuka Rocha (RCM Motorsport) a 35s736
19) 12 Lucas Foresti (Full Time Academy) – a 44s578
20) 80 Marcos Gomes (Cimed Racing) a 1 volta. 
21) 44 Betinho Valério (Full Time Bassani) – a 2 voltas. 
22) 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) a 4 voltas 
23) 28 Galid Osman (Ipiranga Racing) – a 10 voltas 
24) 73 Sergio Jimenez (Bardahl Hot Car) a 17 voltas 
25) 110 Felipe Lapenna (Cavaleiro Motorsport) – a 20 voltas 
26) 31 Marcio Campos (Blau Motorsport) – a 23 voltas 
27) 3 Bia Figueiredo (Full Time Academy) – a 23 voltas 
28) 30 Cesar Ramos (Blau Motorsport) – a 23 voltas 
29) 9 Guga Lima (Bardahl Hot Car) – a 25 voltas 
30) 117 Guilherme Salas (Vogel Motorsport) – a 25 voltas

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757