Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

helioxingamentos(Imagem: Reprodução / TV Anhanguera)

Na vitória do Goiás sobre a Aparecidense por 2 a 1 na 1ª rodada, em jogo realizado na cidade de Aparecida de Goiânia (GO), duas penalidades foram marcadas pelo árbitro Eduardo Tomaz à favor do time da casa. Mas apenas a segunda cobrança foi convertida pelo Camaleão, e foi justamente esta que resultou na expulsão do técnico esmeraldino Hélio dos Anjos, que proferiu xingamentos ao quarteto de arbitragem.

As palavras de Hélio foram relatadas na súmula e ele foi denunciado pela procuradoria do Tribunal de Justiça Desportiva de Goiás (TJD/GO), nos artigos 243-F do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). O técnico será julgado na próxima sexta-feira (23) pelo próprio TJD/GO.

O relato de Eduardo Tomaz na súmula do jogo

sumula apa x goi

Conheça o artigo 243-F do CBJD

"Ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto. (Incluído pela Resolução CNE nº 29 de 2009).

PENA: multa, de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais), e suspensão de uma a seis partidas, provas ou equivalentes, se praticada por atleta, mesmo se suplente, treinador, médico ou membro da comissão técnica, e suspensão pelo prazo de quinze a noventa dias, se praticada por qualquer outra pessoa natural submetida a este Código. (Incluído pela Resolução CNE nº 29 de 2009)."

Artigo § 1º: Se a ação for praticada por atleta, mesmo se suplente, treinador, médico ou membro da comissão técnica, contra árbitros, assistentes ou demais membros de equipe de arbitragem, a pena mínima será de suspensão por quatro partidas.

As explicações de Hélio

Após a partida, o técnico esmeraldino se explicou sobre o ocorrido no momento de sua expulsão. Para Hélio, o 4º árbitro Anderson Gonçalves foi desrespeitoso ao "ironizar suas reclamações". Ouça:

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757