Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

marceloalmeida.reproducao 001Um dos principais objetivos do Goiás para 2018 é conseguir o acesso para a primeira divisão. Com isso, o clube esmeraldino começou a mostrar seu esboço para a próxima temporada com as contratações do goleiro Marcos, os zagueiros Raphael Silva e Eduardo Brock, o volante João Afonso e os meias Thomás e Giovanni. Maioria dos jogadores apresentados estavam na Série B com exceção de Marcos. O presidente Marcelo Almeida em entrevista a reportagem da RÁDIO 730 afirma se irá atrás de reforços que jogaram na Série A.

“Hoje a estrutura do Goiás é cara. Manter uma estrutura como a do Goiás tem que gastar muito dinheiro e para gastar tem que arrecadar. Esse ano tem que ser o ano do retorno para que isso acontece as coisas tem que ser planejadas. O Goiás não vai trazer reforços da série A. É muito complicado. O futebol não é muito complicado. Nós tivemos experiências muito desagradável e não tiveram o desenvolvimento devido. Temos que trazer peças que contribua de verdade. Peças que se identifique com a série B. O ano de 2018 vai ser marcado pela cobrança”, diz.

Nesta segunda-feira (18) o presidente, Marcelo Almeida, será aclamado nas eleições. Junto com ele terá os cinco vices na sua chapa: vice-presidente: Mauro Machado, vice jurídico: Dyogo Croasara, vice administrativo financeiro: Rogerio Santana, vice de esportes olímpicos: Junior Vieira e vice de patrimônio: Adriano Oliveira. O presidente fala sobre como espera o próximo ano para o Goiás.

“Esse ano de 2018 será um divisor de águas. Para 2019 temos que estar na série A em questão contratual com a emissora que transmite os jogos. De qualquer maneira temos que conseguir o retorno. Eu acredito que se o trabalho tiver um bom início tenho certeza que no final do ano seremos presenteados. Não podemos deixar para depois temos que começar hoje”, finaliza.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757