Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

marceloalmeida.reproducao 001O Goiás precisa de mais uma vitória para sua permanência na Série B. Com  um ano abaixo do que se esperava, nesta quinta-feira (16) o presidente do Goiás, Marcelo Almeida, concedeu entrevista ao programa Debates Esportivos da Rádio 730. Muito foi questionado no decorrer da semana sobre quem irá assumir o cargo de gestor de futebol do clube. O presidente esclarece sobre o assunto e comentou se Hélio dos Anjos ficará para a temporada de 2018.

Confira entrevista completa;

Quem está contratando esses jogadores para Goiás? O Roni (empresário) está fazendo papel de diretor de futebol?

- Em todos os clubes do Brasil são eleitos pela diretoria do clube alguns empresários, que são os empresários da linha de frente. Empresários hoje do meio do futebol, são figuras que fazem parte do funcionamento do futebol. Ele tem que existir em qualquer tipo de transação de jogadores. É uma figura que já existe e  faz parte do processo. O Roni é uma pessoa amiga da diretoria, amigo meu. Ele faz parte de um rol de empresários, onde no processo de contratação de jogadores será um dos consultados. Obviamente que o Roni não tem todos os jogadores, mas ele tem acesso facilitado para outros empresários. Eu não tenho número de jogadores. Não somente ter amizade, mas tem que ser um cara de confiança. Faz necessário uma pessoa de confiança e confesso que é meu amigo e confio. Faz parte de uma das pessoas para projeto de 2018. 

O Goiás vai contratar um diretor de futebol?

- Acho fundamental a presença de um diretor de futebol. Fui atrás de alguns nomes, um deles veio a tona esses dias, que era o Gilberto Silva. O cargo de gestor de futebol é um cargo muito complexo. Temos que ter uma pessoa de extrema confiança. É uma pessoa que irá  trazer nomes e as vezes esses nomes é de atletas que você não conhecemos. Se tem aquela figura de gestor de futebol, temos que dar o aval para o que ele está fazendo. A partir do momento que você contrata essa figura, você passa a ter que confiar nessa pessoa. Não encontrei até o momento nenhuma pessoa que me transparece confiança plena de que eu pudesse. Foram oferecidos alguns nomes, mas com patamares de custo muito elevado. Se errarmos significa um problema muito mais grave. O custo do Goiás é custo de time da série A. Temos obrigação de retornar para série A. 

O Harlei vai retornar para Goiás?

“O Harlei é um amigo, uma pessoa de extrema confiança e honesta. E acima de tudo, ele foi uma grande ídolo do Goiás e tem um processo de identificação com o clube muito grande. A pessoa que tem esses adjetivos no seu currículo, não tem como dispensar. Gostaria muito que ele pudesse fazer parte. Caso eu venha a ser o presidente do próximo ano, gostaria muito que o Harlei pudesse compor a minha equipe de trabalho Agora, fazer parte do futebol eu não gostaria de tê-lo comigo no futebol. Pelo fato, de uma série de desgastes no passado. Preferia ter o Harlei junto comigo no dia-a-dia da presidencia. Todos sabem que tenho os meus afazeres profissionais e tenho feito um grande sacrifício pelo Goiás. Desta forma, vejo que Harlei no dia-a-dia administrativo do clube.

O Hélio dos Anjos ficará para o ano que vem?

- O técnico da próxima temporada será o Hélio dos Anjos. O Hélio tem uma figura do lado dele que é o filho dele, Guilherme dos Anjos, que todo mundo deveria conhecer mais. Ele é um estudioso do futebol, que acompanha o Hélio desde criança. O Hélio e o Guilherme em conjunto tem feito para o Goiás uma busca, que podem fazer parte para 2018. Existe um rol de jogadores que temos ido atrás. Para não decidir isso sozinho, confesso que discuto.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757