Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Divulgação
img 20171106 wa0064
O Goiás perdeu na noite desta terça-feira (14) para o CRB por 2 a 1 e mais uma vez não alcançou os 45 pontos, seu objetivo no campeonato. Além disso caiu duas posições na tabela e segue correndo riscos de ser rebaixado para a Série C.

O treinador Hélio dos Anjos sabia que seria um jogo difícil  pela situação das duas equipes, já que o CRB também luta pela fuga do rebaixamento. Hélio comentou sobre o resultado em Maceió e a postura do adversário.

"A postura do Goiás em momento algum foi para empate. Inclusive na jogada do primeiro gol, estávamos dentro do campo do adversário, o jogo estava sob controle. Eu quero fazer um comentário e em hipótese alguma fazer uma crítica ao CRB. O CRB fez certinho, eles fizeram o jogo da imposição. Conheço o time do CRB, sabia que ia ter cotovelada, jogada ríspida e nós discutimos tudo isso. Eu sabia porque era o ‘jogo da vida’ tanto do CRB, quanto do Goiás. Então é um jogo de decisão. O CRB fez o jogo que tinha que fazer", afirmou.

Para a partida contra o CRB, Hélio dos Anjos deu oportunidade para Matheus Ferraz na zaga, já que seus outros dois zagueiros, Alex Alves e David Duarte, estavam suspensos pelo terceiro cartão amarelo. A mesma situação de Victor Bolt, que deu lugar no meio campo para o volante Péricles. O treinador comentou o porquê das suas escolhas.

"O Matheus é um jogador que vem sem jogo e eu perdi os dois jogadores. Iniciei o jogo contra o Ceará com jogador de 21 anos, que pode ter certeza que é jogador nível de seleção brasileira com mais dois anos jogando, que é o David (Duarte). Perdi o Alex, com terceiro cartão e perdi o Bolt, também com terceiro cartão. Péricles é praticamente o único primeiro volante que tem na formação de elenco. Não que ele sentiu o jogo nem a substituição foi tática, foi por função dele. O Matheus um pouco sem ritmo, mas apresentou dentro da normalidade", finalizou.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757