Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto:Divulgação
helio dos anjos 1
Goiás empata com o Ceará na noite deste sábado, por 0 a 0, no Serra Dourada. O Alviverde entrou em campo em busca da vitória para carimbar de vez sua permanência na série B, mas com o empate o alviverde adiou essa conquista. No duelo, o Goiás nos primeiros minutos entrou bem, mas com pouco movimentação do meio campo perdeu o ritmo de jogo e deixou que o Ceará dominasse a partida na segunda etapa. O técnico Hélio dos anjos comenta sobre o desempenho da equipe.

“Não comemoro. Vamos refletir que somamos um ponto. Não gosto de criar situação de transferir responsabilidade para arbitragem. Vou fazer uma ressalva, com cinco minutos o juiz prometeu me expulsar. Trabalhei pressionado. Reclamei porque o juiz lateral não marcou a falta. Depois disso não tive chance nenhuma de trabalhar. Não estou querendo que me deixe fazer algo que não possa fazer”, comenta.

Após o apito final, os torcedores começaram a vaiar os jogadores. As principais vaias foram para o meia Léo Sena e o atacante Júnior Viçosa. Quando os jogadores pegavam na bola a arquibancada vaiava. Hélio fala sobre a atitude dos atletas.

“Não vou discutir a questão do torcedor vaiar. Mas o Léo Sena  assumiu durante toda o jogo a responsabilidade dele. Ele foi um jogador maravilhoso porque ele escutou as vaias e continuou. A questão do Viçosa é porque ele já foi muito bem e vou continuar apostando nele”, afirma.

O Goiás volta à campo na próxima terça-feira(14) contra o CRB, no Rei Pelé, às 21h30. O CRB ocupa a 16ª colocação com 42 pontos.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757