Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail


Foto: Divulgação
marceloalmeida1
Na manhã desta sexta-feira (06), o Tribunal de Justiça (TJ-GO) acatou o recurso impetrado pelo departamento jurídico da equipe do Vila Nova e determinou que o clássico do dia 14 de outubro pelo returno do Brasileiro Série B seja realizado com torcida única no estádio Serra Dourada, ou seja, a colorada, já que o Tigre é o mandante da partida. Em entrevista ao programa Debates Esportivos, na edição deste sábado (07), o presidente do Goiás, Marcelo Almeida, comentou sobre o assunto.

"Tive uma reunião oficial com a justiça, com o Ministério Público, com a Polícia Militar e com os representantes dos dois times. Lá eu fui muito enfático ao dizer que sempre defendi duas torcidas. Em caso de uma negativa de duas torcidas, que eu não importava com o jogo de uma torcida só. Nesse caso, em uma segunda instância eu optaria por portões fechados", afirmou.

O clube esmeraldino ainda pode recorrer e Marcelo Almeida falou o que irá fazer na próxima semana.

"O Goiás irá agir com muita coerência. O Goiás Esporte Clube hoje está totalmente descontente com esse tipo de decisão. Digo pelo seguinte fator, o Goiás foi punido naquela circunstância com cinco jogos, o Vila Nova em quatro. Agora estamos nos sentindo prejudicado e estamos sendo punidos mais uma vez. Se estava cinco a quatro, vai ficar seis a quatro", disse.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757