Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

marcelo rangel rosiron gecO Goiás entra em campo neste sábado (23) contra o Paysandu, no Serra Dourada, às 16h30. A partida será válida pela a 25ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. A equipe alviverde ocupa a 17ª colocação, com 25 pontos. Já o Paysandu está na 14ª posição, com 30 pontos. A equipe goiana busca a vitória para sair da zona de rebaixamento da competição. O jogo contará com o retorno da torcida após o clube ser punido pelo STJD em cinco partidas com portões fechados. O goleiro Marcelo Rangel fala sobre a importância dos torcedores no duelo.    

"Com o apoio da torcida é totalmente diferente pelo o gás. Nós tivemos isso claramente nas finais do campeonato goiano. O jogo contra o Fluminense para mim foi memorável. Tive diversos jogos que com a torcida nos incentiva a fazer diferente. Tomara que possamos fazer a diferença no sábado", diz.   

Além do retorno da torcida, o confronto marcará a estreia do técnico Hélio dos Anjos à frente da equipe esmeraldina. O comandante está na sua 6 ª passagem pelo clube. Nesta primeira semana de treinamento, Hélio usou a formação com três zagueiro, essa poderá ser a novidade para a partida deste sábado.  

"O professor Hélio chegou com a sua seriedade de trabalho. Ele tem feito algumas alterações e observações do nosso time. Tem colocado peças diferentes. Tenho certeza que todo mundo que entrar vai procurar fazer o seu melhor e desenvolver o que ele vem pedindo durante o treinamento. Quem tem a ganhar com isso é o Goiás. O que estamos fazendo no treinamento espero que possamos levar para o jogo de sábado e desempenhar o melhor possível contra o Paysandu", ressalta.  

Marcelo Rangel chegou no Goiás no início deste ano e já disputou 47 partidas com equipe. Nos últimos três confrontos o goleiro vem sendo criticado por falhas no gol.  O jogador fala sobre sua queda de rendimento na equipe.  

"Venho trabalhando da melhor maneira todos os dias para estar sempre ajudando o Goiás. Muitas vezes tento fazer a minha função muito bem-feita. Tento ajudar os companheiros quando eles ficam atrás nas jogadas. Tento fazer a minha função e a dos meus companheiros. Acabamos tomando alguns gols que poderiam ser evitados, por isso estamos treinando muito bola parada", finaliza.  

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757