Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

tiago luis assessoriaO Goiás entra em campo nesta sexta-feira (13) contra o Santa Cruz, no estádio do Arruda, às 19h15. Além de tentar se livrar da zona de rebaixamento, o clube esmeraldino vive alguns problemas internos. Nesta semana o diretor de futebol Osmar Lucindo deixou o seu cargo de diretor de futebol do profissional. A equipe ainda não encontrou substituto e nomeou o goleiro Márcio para ser o interlocutor dos jogadores com a diretoria. Com essas mudanças, o meia Tiago Luís comenta como vê essa situação. 

"Nós fomos pegos de surpresa. Tivemos uma reunião ontem de manhã que ninguém sabia. Ficamos sabendo que o Osmar está se afastando e o Márcio assumindo. O Márcio é uma pessoa de excelente caráter e bem visto no grupo inteiro. O Osmar tentou fazer o que ele podia, sabemos do carinho que ele tinha pelo clube, mas as coisas não ocorreram da maneira que ele queria. Agora que houve essa mudança, vamos acolher o Márcio da melhor forma possível", diz.   

O Verdão não está em bom momento na competição.  A equipe ocupa a 16ª colocação com 25 pontos. O 17 ª colocado, Figueirense, está com a mesma pontuação. Caso perca o confronto o clube entrará na zona de rebaixamento da série B.  

"Tem que ser jogo a jogo. Sabemos da dificuldade que é jogar fora de casa, ainda mais no segundo turno. No segundo turno as equipes estão mais formadas. O grupo está focado e sabe distinguir que temos que brigar para não cair. Vamos tentar somar pontos, quanto dentro de casa ou fora. Para que possamos conseguir matematicamente 42 pontos o mais rápido possível e deixar o Goiás na série B. A realidade é brigar para não cair", ressalta.  

O Alviverde vem de uma derrota para Paraná, por 1 a 0, em casa. O time chega a sua sexta rodada sem vencer. Já o Santa Cruz vem de um empate, por 0 a 0, contra o ABC. O duelo é muito importante para as duas equipes, pelo fato, do Santa estar na zona de rebaixamento e ter apenar um ponto de diferença do Goiás.  

"É um momento difícil e um pouco conturbado. Sabemos que foram vários capítulos, mas com o intuito de deixar o Goiás na série B. Sabemos da dificuldade que estamos enfrentando no campeonato, mas tivemos uma reunião ontem e todos sabem. Temos que continuar trabalhando e ter a humildade de assumir que temos que brigar para não cair. Jogo a jogo vamos precisar de todo mundo", finaliza.  

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757