Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

jean carlos goias assessO Goiás perdeu para o Paraná nesta quarta-feira (06) por 1 a 0, no Serra Dourada. De forma truncada, o esmeraldino chegou poucas vezes ao gol da equipe visitante. Com três atacantes o Goiás teve dificuldade de chegar a área do Tricolor. No decorrer da semana o técnico Sílvio Criciúma esboçou o time com Jean Carlos como titular, mas a decisão final foi por Léo Sena.  

"O time tem bons meias. Então foi uma opção do Sílvio e temos que respeitar neste momento. Temos que apoiar por que não estamos em uma situação muito boa. Então não fiquei surpreso por ter optado pelo Léo Sena, que foi muito bom em campo, mas infelizmente perdemos mais um jogo e não temos que arrumar culpados", ressalta.  

A equipe chega a sua sexta rodada sem vencer, sendo que três foram em casa. Com a derrota o esmeraldino poderá terminar a rodada na zona de rebaixamento. Com apenas um ponto a mais que o Figueirense, Verdão terá que torcer para que a equipe catarinense e o Santa Cruz não vençam nesta rodada. O Figueira enfrenta o Boa Esporte nesta sexta-feira (08), fora de casa, às 19h15. Já o Santa Cruz entra em campo com o ABC no sábado, na Arena das Dunas, às 19h.    

"Mais uma vez tivemos chance de fazer o gol, mas não fizemos. Acabamos tomando um gol de bobeira de novo. Acho que não é a hora de falar nada, temos que trabalhar por que ainda tem mais 15 jogos. Temos que ver tem que se melhor ar para sair dessa situação", diz.   

O Alviverde entrou em campo nesta quarta-feira com duas novidades, contou com o técnico Sílvio Criciúma que é a sexta mudança no comando esmeraldino. Além do treinador, a partida marcou a estreia de Marcelo Almeida na presidência. 

"Quando o time não está vencendo é normal essa troca de treinador e da presidência. Nós que estamos aqui temos que ver o que podemos fazer, temos que erguer a cabeça, mas infelizmente estamos envergonhados. Nesses 15 jogos temos que ver o que fazer para melhorar essa situação", finaliza.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757