Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

pedro bambu.divulgacaojpgO Goiás perdeu para o Paraná nesta quarta-feira, por 1 a 0, no estádio Serra Dourada. A equipe chega a sua sexta rodada sem vencer, sendo que três foram em casa. Com a derrota o esmeraldino poderá terminar a rodada na zona de rebaixamento. Com apenas um ponto a mais que o Figueirense, Verdão terá que torcer para que a equipe catarinense e o Santa Cruz não vençam nesta rodada. O Figueira enfrenta o Boa Esporte nesta sexta-feira (08), fora de casa, às 19h15. Já o Santa Cruz entra em campo com o ABC no sábado, na Arena das Dunas, às 19h.  

O Alviverde entrou em campo na noite desta quarta com duas novidades, contou com o técnico Sílvio Criciúma que é a sexta mudança no comando esmeraldino. Além do treinador, a partida marcou a estreia de Marcelo Almeida na presidência. Após o jogo, Pedro Bambu falou com a rádio 730, confira entrevista completa  

Confira entrevista completa   

Como você viu a derrota do Goiás para o Paraná, hoje, no Serra Dourada?  

Temos que mudar nossa atitude. Não tem condições de estarmos passando por isso, pelo time, elenco e estrutura que temos. Para nós é uma vergonha muito grande estarmos nessa situação. Temos que mudar nosso espirito e nossa maneira de jogar, temos que ter mais garra e determinação. Para nós isso é o mais importante. Agora é trabalhar, por que sabemos que só nós podemos sair dessa situação.  Ninguém tem culpa, a culpa é nossa. Se continuarmos focados e mantendo o pé no chão e nos doarmos ao máximo, tenho certeza que saímos dessa situação. 

O que você acha que deve mudar?  

Temos que mudar tudo, ver onde estamos errando e pensar o que devemos fazer adiante. Agora é manter a cabeça fria e ver o que podemos fazer para sair o mais rápido dessa situação.  

Houve a troca de técnico e da presidência, mas essa mudança ainda não veio. Como explicar?  

Eu não sei nem como explicar. Nós teremos que conversar entre nós, por que somente assim conseguimos sair desta situação.  

Tem algo acontecendo no extracampo?  

Não tem. É um do grupo que brinca bastante e ajuda um ao outro. Comissão técnica tem o nosso respeito e sabemos do potencial do Sílvio. A direção do Goiás não temos nem o que falar, é um clube que tem uma estrutura muito grande e diretores que nos dá todo o suporte. Não sabemos por que estamos nessa má fase. É um grupo de jogadores que trabalha e muito e se dedica, mas temos que mudar essa situação.  Não tem mais ninguém, presidente não entra em campo, treinador não entra em campo, somos nós jogadores. Tenho certeza que vamos conseguir.   

Vocês já começam a se preocuparem com a Série C?  

Não. Nós vamos continuar trabalhando e isso não irá afetar em nada a gente. Vamos conseguir sair dessa situação.  

Você está bem em relação a questão física?  

Sim estou. Tenho que melhorar cada vez mais. Não somente o Bambu, mas todo o elenco tem que ter um conjunto forte. Na condição física todos estão bem. Temos grandes preparadores fisicos. Esperamos mudar dentro de campo, não em relação a questão física 

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757