Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Divulgação
mauromachado.medicogoiasjpg
O Goiás entra em campo na próxima quarta-feira (06) contra o Paraná, no estádio Serra Dourada, às 19h30. A partida é válida pela a 23ª rodada da Série B. O novo presidente do Goiás, Marcelo Almeida contará com a ajuda do médico esmeraldino e seu braço direito no clube a partir de agora, Mauro Machado, com quem trabalha há mais de 20 anos.

Em entrevista exclusiva com nosso repórter André Rodrigues, da Rádio 730 o vice-presidente Mauro falou sobre “substituir” Marcelo na sua ausência:

"Isso é natural, essa proximidade que a gente tem uns com os outros. Agora, evidentemente que tem alguns assuntos restritos a presidência e a vice-presidência que a gente não tem o acesso no primeiro momento. E encaramos isso de uma maneira muito natural, mas aquilo que o Marcelo nos passar, a gente vai tentar fazer da melhor maneira possível", afirmou.

O Goiás precisa reagir se quiser sair dessa situação. Lutando contra a zona de rebaixamento, quem volta a comandar a equipe esmeraldina é o técnico Sílvio Criciúma pela terceira vez neste ano. Perguntado sobre a reação do Goiás nessa reta de campeonato, Mauro respondeu:

"Olha, essa pergunta é extremamente difícil, mas eu sempre pautei a minha vida no trabalho. Então a gente tem que trabalhar cada vez mais e o Sílvio é muito trabalhador. Temos que nos mantermos unidos, também isso é extremamente importante. Eu até coloquei na reunião, em um ambiente corporativo e podemos entender no futebol, o clube como um ambiente corporativo, que na verdade é uma empresa. Não precisamos serem amigos, serem uma família, mas temos que ter uma postura profissional e ser leal uns com os outros. A gente precisa ser correto naquilo que a gente faz, ser transparente e trabalhar bastante. Acho que o segredo é esse: trabalho, união e lealdade uns com os outros aqui dentro do clube", finalizou.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757