Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Divulgação
grupob
Ao assumir a presidência do Goiás Esporte Clube após a renúncia de Sérgio Rassi, Marcelo Almeida tomou algumas decisões importantes dentro do clube. Além de demitir Argel Fucks e efetivar Sílvio Criciúma, o novo presidente também optou por acabar com o “Goiás B”, que havia sido criado na gestão de Rassi juntamente com Argel.

O objetivo era facilitar os treinamentos da equipe, já que o time esmeraldino estava com muitos jogadores. E assim, quem ia para o “Goiás B”, também tinha a alternativa de assinar uma rescisão de contrato amigável com o clube, como foi o caso do atacante Léo Gamalho e do lateral Felipe Saturnino.

Assim, com o fim desse grupo separado, os jogadores que ainda estavam lá voltaram a treinar normalmente com o restante do elenco, como o goleiro Márcio; os laterais Hélder e Paulinho e o meio-campo Murilo.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757