Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Rodrigo Mello / Rádio 730
sergio rassi rodrigo mello portal 7302
O Goiás venceu o CRB na tarde deste sábado (29), por 3 a 0, no Estádio Serra Dourada. Foi a segunda partida de Argel Fucks no comando e a segunda vitória do treinador. Com o triunfo, o Goiás se afastou ainda mais do Z4  e começa a visar o G4 da competição. Após o importante resultado conquistado, o presidente Sérgio Rássi falou com o exclusividade para a Rádio 730 e comentou sobre o novo treinador, reforços, Nenê no Verdão e a boa fase de Marcelo Rangel no campeonato. 

Confira abaixo a entrevista completa: 

O Goiás segue na procura de mais reforços? 

- Por enquanto não, com a vinda do Saavedra para a lateral-direita, a chegada do Viçosa no ataque, acredito que não há necessidade de trazer mais alguém por agora. Mas futebol é dinâmico e pode ser que ao longo dos jogos a gente perceba uma necessidade de um ou outro reforço. Quando o Argel chegou dissemos a ele que poderia ser bom trazer um meia para pegar a camisa 10 e um atacante que jogue mais aberto. Mas ele mesmo disse que não, para não nos precipitarmos e aguardar até setembro para contratações. No momento não estamos pensando em trazer ninguém. 

Avaliação sobre o novo técnico Argel Fucks. 

- O time está ficando com a cara do Argel, mais pegado, onde todos jogam de forma mais coletiva e intensa, buscando dar o seu máximo. Jogadores que não estavam indo muito bem, passaram a ter um melhor aproveitamento, prova disso é o Tony, que fez uma grande partida neste sábado, o Gamalho que voltou em sua plenitude de forma e até foi premiado com o gol. Estamos resgatando valores, estou satisfeito com esta mudança de atitude. 

O Vasco ofereceu o Nenê ao Goiás, qual foram os motivos para o time esmeraldino ter recusado a vinda do jogador? 

- O Nenê é um jogador fora de série, qualquer clube ficaria honrado em tê-lo. Mas dentro de um que quer ter mais pegada, é difícil com um jogador de 36 anos ter esta característica. O 10 que estamos procurando é um atleta com mais velocidade, então, apesar da qualidade do Nenê, não era o perfil que estamos procurando. Além disso, o salário exigido era extremamente alto para os padrões de uma Série B. 

Avaliação sobre a boa fase do goleiro Marcelo Rangel. 

- Se eles convertem aquele gol no momento em que um jogador nosso foi expulso, poderia ter mudado o panorama da partida. O Marcelo é um grande jogador, mas no Goiás não temos um atleta que se destaca em relação aos outros, acredito que é um grupo que trabalha com o coletivo, mas sem dúvida nenhuma quem atravessa o melhor momento é o Rangel. 

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757