Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Assessoria GEC
argel fucks goias comu
Após estrear no comando esmeraldino com uma grande vitória diante do Ceará, fora de casa, o ténico Argel Fucks terá seu primeiro desafio jogando no Serra Dourada. O adversário é o embalado CRB, que está há oito partidas invicto, neste sábado (29), às 16h30. 

O time alagoano ocupa a 5ª colocação na tabela com 25 pontos e sonha entrar no G4, já que está apenas três pontos atrás do Internacional (clube que abre a zona de acesso). O técnico Argel comentou sobre o adversário, o elogiou e afirmou esperar um duelo bem difícil, mas que o Goiás precisa conquistar os três pontos jogando em casa. 

"O CRB vem fazendo uma boa campanha, é uma boa equipe, muito bem trabalhada, tem uma boa bola aérea, tem jogadores altos. Mas cada um tem seu objetivo dentro da competição, precisamos fazer o dever de casa. Sabemos da dificuldade, vamos respeitar o adversário, mas temos que pontuar jogando no Serra. CRB não está nesta colocação atoa, temos que jogar muito mais do que jogamos no segundo tempo contra o Ceará para buscar a vitória", afirmou, 

O treinador terá dois desfalques para o duelo, o zagueiro Matheus Ferraz, com dores na coxa, e o volante Willians, por reclamar de desconforto, foram vetados pelo departamento médico. Para seus lugares, o treinador começará partida com Carlos Eduardo e Fábio Sanches, que não jogava desde abril por conta de uma pubalgia. Argel, explicou as escolhas. 

"Nosso segundo tempo contra o Ceará foi muito bom em termos de volume, de controlar o jogo, de agressividade. Vamos dar continuidade, nós já jogamos 45 minutos nesta formação. O Carlos está entrando no time porque ele mostrou qualidade e é merecedor desta vaga de começar jogando, o Bamru é reserva imediato como volante na caga do Willians e Fábio Sanches vinha sendo titular absoluto até ter este problema de saúde", destacou. 

Este será o segundo jogo do Goiás do cinco em que vai jogar sem torcida no Serra Dourada por conta da punição estabelecida pelo STJD. O treinador lamentou a situação, mas destacou que isso não pode ser um empecilho para o time esmeraldino conquistar a vitória dentro de casa. 

"Claro que gostaríamos que o torcedor estivesse do nosso lado, a torcida esmeraldina é participativa, que joga junto. Mas paciência, faz parte, temos que cumprir uma suspensão e para a gente não vai mudar muita coisa porque quando jogamos lá contra o Ceará a torcida era toda contra, vamos procurar fazer o nosso trabalho, fazer prevalecer o fator casa e vamos trabalhar muito", finalizou. 

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757