Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Arte: Matheus Carvalho
goias
O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), em julgamento realizado nesta terça-feira (04), determinou as punições para Goiás e Vila Nova por conta da briga entre as torcidas no clássico realizado no dia 24 de junho, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A, no Estádio Serra Dourada. Ficou definido que ambos os clubes perderão o mando de campo de cinco partidas, que terão que ser realizadas à 200 km de Goiânia, e também terão que pagar uma multa no valor de R$50 mil cada um. 

O advogado do Goiás Esporte Clube, João Vicente, comentou sobre as punições para ambos os clubes e que, de maneira alguma, achou justo este resultado final. 

"A preocupação sempre foi grande por conta dos fatos ocorridos e também pela repercussão nacional que teve o caso. Mas de forma alguma eu imaginava uma punição de perda de cinco mandos de campo e uma multa de R$50 mil. No entendimento do Departamento Jurídico do Clube, esta punição foi exacerbada e estaremos providenciando o recurso até o fim da semana para, primeiramente, conseguir o efeito suspensivo e, posteriormente, reverter esta decisão", afirmou. 

Para o advogado, a solução para resolver esses tipo de problemas vai muito além do que punir o clube com multas e perdas de mando de campo. "A solução é políticas públicas de educação. O que nós vemos dentro dos estádios nada mais é do que um espelho do que tem acontecido na sociedade. Goiânia tem se tornado uma cidade cada dia mais violenta e isso reflete nos comportamentos lá dentro", finalizou. 

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757