Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail


sergiorassi dezembroO início de Campeonato Brasileiro não foi nada bom para o Goiás. A equipe Tricampeã Goiana não tem conseguido colocar em campo o modesto desempenho que conquistou o título estadual. Até aqui foram quatro partidas disputadas, isso porque o Verdão teve um jogo adiantado da 4ª rodada contra o Paraná. Dos 12 pontos que disputou até aqui, apenas dois foram somados, sendo dois empates e duas derrotas.

Sabendo das necessidades básicas do clube, o presidente, Sérgio Rassi, mudou o comando da equipe. Sérgio Soares que chegou para assumir no Brasileirão, e após início desastroso, foi substituído por Silvio Criciúma que comandou a equipe na reta final do Goianão. O presidente concedeu entrevista e falou sobre as mudanças. “Não foi uma decisão impensada, ela foi bem avaliada, nós tínhamos outras situações, mas optamos pelo Silvio”, disse o presidente.

É evidente que o elenco esmeraldino precisa de reforços, Rassi falou sobre o que o torcedor pode esperar de contratações para o Brasileirão. “Fica repetitivo e monótono o que a gente vem dizendo que o Goiás precisa de 4 ou 5 reforços até o fim do ano, mas é patente isso, nós precisamos de reforços, tivemos uma reunião com o Silvio ontem, então eu acredito que reforços virão. Inegavelmente, um zagueiro, um armador e possivelmente 2 atacantes. Talvez outras posições também”, ressaltou Rassi.

Além das contratações que devem ser feitas, Silvio Criciúma tem mais uma preocupação, o atacante Léo Gamalho, estrela da equipe, não vem vivendo uma boa fase na competição. A última vez em que o atacante balançou as redes foi contra o Fluminense na Copa do Brasil. O presidente do clube comentou sobre a situação do atacante. “Eu prefiro pensar que seja uma coincidência, os jogadores alteram em bons e maus momentos. Ele está passando por uma má fase e tem direito a isso, como todos nós profissionais em situações podemos ter maus momentos. Eu acho que é ruim o clube não ter um substituo à altura para não substituir. O clube erra nisso, nos temos sempre que ter um plano b”, concluiu Sérgio Rassi. 

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757