Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Divulgação
fluxgec
O Goiás foi até o Maracanã na noite desta quarta-feira (19) para encarar o Fluminense em uma difícil batalha valendo a classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil. O time esmeraldino fez um grande primeiro tempo, mas na segunda etapa sofreu com as bolas paradas e teve um jogador a menos desde os 25 minutos. O tricolor carioca fez 3 a 0 com gols de Henrique, Nogueira e Pedro. Ainda na primeira etapa, os donos da casa chegaram a ter um pênalti a seu favor, mas Marcelo Rangel defendeu.

A primeira partida, realizada na última quinta-feira (13) no Serra Dourada, o placar final foi de 2 a 1 para o Goiás, que jogou com um a mais e conseguiu virar o duelo com gols de Jean Carlos e Léo Gamalho. O próximo compromisso do time esmeraldino é pelo jogo de volta da semifinal do Campeonato Goiano. O confronto é contra o Atlético, no domingo (23), no Serra Dourada às 16 horas. No jogo de ida o Verdão venceu por 2 a 1.

A partida

O Fluminense começou a partida com maior posse de bola e tentando pressionar, mas não conseguia furar o bloqueio esmeraldino. Aos 7 minutos Victor Bolt fez falta em Wellington em cima da linha da pequena área e o juiz marcou pênalti. Sornoza pediu para bater e foi para a bola, mas o goleirão esmeraldino brilhou e fez grande defesa evitando que os donos da casa abrissem o placar. Após desperdiçar a penalidade, o time do Fluminense ficou nerovso e começou a errar muitos passes em momentos cruciais nas contruções das jogadas.

Já o Goiás iniciou a partida com a postura extremamente defensiva, quase sempre os 11 homens ficavam atrás da linha da bola. A intenção do time esmeraldino era aprovaitar as chances dos contra-ataques. O Verdão conseguiu criar pelo meio de campo com Léo Sena e Tiago Luís se deslocando mais pelo lado direito. O Goiás foi muito bem na marcação durante a primeira etapa. Mas o time alviverde não conseguiu levar perigo ao gol tricolor. Assim como o Fluminense que apesar de ter maior posse de bola, não conseguiu pressionar e nem levar grande perigo à Rangel.

No segundo tempo o Goiás voltou bem melhor, tomando iniciativa e pressionando o Fluminense. Mas aos 12 minutos, após cruzamento de Calazans na área, o zagueiro Henrique subiu mais que todo mundo e cabeceou ao fundo do gol de Rangel, a bola ainda tocou no Fábio Sanches, mas o jogador não conseguiu tirar a bola antes dela cruzar a linha. Após abrir o placar, os donos da casa continuaram pressionando e quatro minutos depois, em cobrança de escanteio, Nogueira subiu muito bem para cabecear e ampliou o placar.

Após fazer 2 a 0 o Fluminense seguiu apenas tentando administrar o placar, mas sem conseguir construir grandes jogadas. Mas aos 25 minutos o lateral Tony, que estreava com a camisa alviverde, agrediu Wellington em disputa de bola e levou vermelho direto. Com um a menos em campo, o time esmeraldino ainda tentou pressionar para fazer um gol e levar para os pênaltis, mas Léo Sena se atrapalhou ao tentar driblar Pedro no meio de campo e perdeu a bola. Wellington puxou excelente contra-ataque, mas na hora do passe a bola bateu na zaga e sobrou para Pedro que estufou a rede e ampliou a vantagem para 3. Os donos da casa apenas seguraram o placar e garantiram a classificação para as oitavas de final.

Dolorido adeus

Esta foi a 25º vez que o Goiás participou da Copa do Brasil, mas o time esmeraldino ainda não conseguiu levantar o caneco no torneio nacional. O Verdão chegou à final do campeonato somente uma vez, em 1990, contra o Flamengo, mas não conseguiu vence-lo. 2013 foi a última vez que o Goiás passou da fase de grupos da competição, chegando até a semifinal. Em 2014 o Verdão caiu na primeira fase para o Botafogo-PB. Em 2015 chegou à terceira fase, mas foi eliminado pelo Ituano. Em 2016 o time esmeraldino caiu novamente na primeira fase para o River-PI. E este ano, em 2017, o alviverde caiu diante do Fluminense.

Paredão esmeraldino

O paredão esmeraldino entrou em ação mais uma vez na noite desta quarta-feira (19) pela Copa do Brasil, mas não foi suficiente. Marcelo Rangel brilhou logo no início da partida ao fazer grande defesa na cobrança de pênalti feita por Sornoza. Esta foi a quarta defesa de pênalti de Marcelo Rangel nesta Copa do Brasil. Na partida contra o Boa Esporte, pela segunda fase do torneio nacional, o goleiro pegou três cobranças.

FICHA TÉCNICA

Copa do Brasil: 4ª fase 
Jogo: Fluminense 3 x 0 Goiás 
Data: 19/04/2017 
Horário: 21h45 (de Brasília) 
Cidade: Rio de Janeiro (RJ)
Estádio: Maracanã

Gols: Henrique (12'|2ºT), Nogueira (16'|2º) e Pedro (36'|2ºT)

Cartões amarelos: Victor Bolt, Tiago Luis e Fábio Sanches (Goiás) ; Nogueira, Orejuela, Richarllison (Fluminense)
Cartão vermelho: Tony (Goiás)

Árbitro: Rapahel Claus (SP) - FIFA
Assistentes: Danilo Ricardo Simon (SP) - FIFA e Alex Ang Ribeiro (SP)
4ª árbitro: Rodrigo Carvalhães de Miranda (RJ)

GOIÁS: Marcelo Rangel; Tony, Everton Sena, Fábio Sanches (David Duarte) e Jefferson; Victor Bolt (Michael), Léo Sena, Toró e Tiago Luis (Juan); Aylon e Léo Gamalho. Técnico: Sílvio Criciúma.

FLUMINENSE: Júlio César; Lucas, Henrique, Nogueira e Léo (Calazans); Orejuela, Douglas e Sornoza; Wellington Silva, Richarllison (Marcos Júnior) e Pedro. Técnico: Abel Braga.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757