Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Divulgação
sergio soares jpg
O Goiás Esporte Clube acertou a contratação do técnico Sérgio Soares, de 50 anos, e que atualmente comanda o Santo André. O treinador chega ao time esmeraldino para comandá-lo durante o Campeonato Brasileiro da Série B. Está previsto para Sérgio chegar no dia 29 de abril, mas caso consiga a liberação do Santo André, pode ser antes. 

A equipe da Rádio 730 entrou em contato com o profissional na tarde desta segunda-feira (3), para que ele concedesse sua primeira entrevista oficial como treinador do Goiás.

Confira abaixo a entrevista exclusiva completa;

Como foi o acerto com o Goiás Esporte Clube? 

- Houve uma negociação, e ela foi se desenvolvendo, fomos conversando e hoje chegou a uma conclusão e deu tudo certo. Dentro de tudo o que o Goiás planeja para a Série B, do que o presidente me passou e aquilo que a gente também tem, a minha intenção é fazer um grande trabalho.  

Você já trabalhou em muitos clubes de massa. Como você encara essa oportunidade no Goiás? 

- É um desafio que vou encarar com muito prazer. Um clube que conheço, já tive passagem como atleta há 20 anos atrás, tenho um respeito pela sua camisa e sua força. Sabemos que tem uma cobrança enorme. Será mais um desafio prazeroso na minha carreira e espero que dê tudo certo e que consigamos brigar e conquistar o acesso no final do ano. 

Porque você não pode chegar para assumir o time antes do Brasileiro Série B? 

- Eu tenho um compromisso aqui no Santo André, estou no meio do torneio do interior e ele dura até o final do mês. Só vou iniciar o trabalho no Goiás no final de abril. 

Você vai indicar alguns atletas para a direção do Goiás? 

- Tem alguns jogadores interessantes, cheguei até a conversar com o presidente Sérgio Rassi, passei alguns nomes que estão se destacando. Mas temos que ver a necessidade do Goiás, sei que o time tem que se fortalecer para a Série B, que é um campeonato longo e competitivo, recheado de qualidades. 

Você já trabalhou com algum jogador que está no Goiás hoje? 

- O Léo Gamalho já trabalhou comigo em três oportunidades, no Grêmio Barueri, Cerará e Bahia, conheço ele muito bem. O Jean Carlos foi meu atleta ano passado. E tem outros atletas que já conheço por nomes. 

Há vinte anos atrás você teve uma passagem no Goiás como jogador, e agora volta como treinador. Como é isso para você? 

- Volto para rever o time, a cidade é muito boa. A torcida do Goiás é uma que cobra, mas incentiva e é isso que quero rever e reviver aí. Sei da grande estrutura que o time tem, há vinte anos atrás estava começando a crescer e hoje é tudo isso. 

Em 2015 o Goiás tentou trazer você, mas não deu certo. O que aconteceu? 

- Eu tinha um compromisso com o Bahia e não tinha como sair naquele momento. Procuro sempre cumprir meus contratos. Mas dessa vez deu certo e espero fazer um grande trabalho.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757