Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Divulgação
haile pinheiro divulg 03
No final da manhã desta quarta-feira (8), o repórter André Rodrigues, da Rádio 730, trouxe a informação de que Harlei Menezes se reuniu com o presidente Sérgio Rassi e pediu o afastamento, por tempo indeterminado, do cargo de diretor de futebol. Segundo informações, o motivo seria por questões pessoais. Osmar Lucindo assume o cargo temporariamente.

Nesta semana, alguns áudios de Harlei Menezes vazaram em uma rede social. Neles, o ex-goleiro criticava fortemente a gestão de Rassi à frente do Goiás. No final da tarde desta quarta-feira, o repórter André Rodrigues, com exclusividade durante o programa Enquanto a Bola Não Rola, conversou com Hailé Pinheiro, Presidente do Conselho Deliberativo do Goiás sobre o afastamento de Harlei e a saída de Walter do clube.

Perdeu a entrevista? Confira na íntegra!

Como o senhor, Presidente do Conselho Deliberativo do Goiás, viu a saída do Harlei?

“Eu vi com muita tristeza. Ele era considerado um apadrinhado meu aqui no Goiás. Eu tenho uma admiração muito grande pelo Harlei, pela pessoa que ele é e pelo que ele representou no Goiás estes anos todos que eu estou aqui. Ele é um ídolo e, assim como o Fernandão tinha, tem minha amizade pessoal. Estou chateado, mas o Harlei foi vítima de um momento ruim da sua vida. Quando ele foi demitido em 2015, ele saiu muito magoado e com razão, porque é um ídolo do Goiás. Mas naquele momento o presidente achou por bem substituí-lo e quando nós o substituímos, não fomos bem, mas isso é coisa do futebol. Agora, o Harlei é meu amigo, é amigo do Sérgio Rassi também, mas o presidente tomou essa atitude porque tinha que tomar. Como eram situações de foro íntimo, tinha pressão da sua família também, devido a gravação que colocaram no ar e que o Sérgio Rassi ficou muito mal e magoado. O Rassi tomou esta atitude e não foi nada precipitado. O Harlei está afastado de suas atividades no clube, mas vamos ver o que vai acontecer mais para frente. O Dr. Sérgio Rassi vai, de uma forma ou de outra, achar uma solução”.

Hailé, de fato essa gravação é do Harlei conversando com um empresário no ano passado e esse empresário teria repassado até a mesma chegar ao Sério Rassi. Essa gravação seria do Harlei criticando o Sérgio Rassi? De fato é isso?

“De fato é isso aí. Essa gravação é de conhecimento público já, todos os jogadores do Goiás já ouviram. Se esse mau caráter queria desestabilizar o Goiás, nos deixar contrariados, ele conseguiu. Nós estamos muito aborrecidos, chateados, mas não tem problema, as portas do Goiás estão definitivamente fechadas para este cidadão. Ele não merece nenhuma consideração nossa. Infelizmente as pessoas frequentam a nossa casa, aí a gente vai ver é um mau caráter, um psicopata. Mas aconteceu, o Sérgio Rassi está muito aborrecido, muito magoado, assim como o Harlei, mas o presidente tinha que tomar essa medida e eu acho que ele agiu corretamente. Mas não é por isso que o Harlei vai ficar afastado de nós, e que eu vou deixar de ser amigo do Harlei. Ele tem uma história muito longa no Goiás Esporte Clube”.

O mau caráter é o empresário?

Eu não sei se ele é empresário mesmo, às vezes é pessoa que fantasia uma profissão. Mau caráter penetra em qualquer lugar, não tem escrúpulo e não tem vergonha. Se ele queria desestabilizar o Goiás, ele desestabilizou e justamente no momento em que o Walter se desligou do clube e aconteceu tudo em uma semana só. Mas isso faz parte da nossa atividade e vamos enfrentar. É ruim? É! Mas o Goiás já teve muito embates na vida e estamos só crescendo. Nunca deixamos de crescer e temos hoje uma situação muito cômoda, administrativamente muito bem, temos um presidente extraordinário, um homem de transparência e o futebol não é digno de ter uma pessoa com o caráter do Doutor Sérgio. Ele é um pessoa da qual me orgulho de privar de sua amizade”.

Diante dessa gravação, é verdade que este cidadão chantageou o Harlei? Ele queria colocar jogadores dele no Goiás, o Harlei disse não e surgiu a chantagem com este áudio?

“Eu não posso afirmar isso a você porque eu não ouvi. Mas qual a intenção dele? Tirar o Harlei do Goiás? Ele conseguiu, deve estar feliz. Ele tirou o Harlei do Goiás, mas não tirou ele da minha amizade, do meu coração e tenho certeza, do coração do Sérgio Rassi também. Uma coisa ele pode estar certo: ele não entra no Goiás mais, ele não conversa com ninguém do Goiás mais. Mas também, ele não é ninguém da vida mesmo. Ele não poderia ter feito isso com o Dr. Sérgio e nem com o Harlei, ele foi muito mau caráter. Ele foi no meu escritório e só não foi na minha casa porque não quis, se tivesse ido, eu teria recebido ele de braços abertos. Infelizmente a gente acha que as pessoas não têm maldade, não têm malícia e infelizmente foi isso aí. Mas o Sérgio agiu corretamente e o Harlei está consciente que o presidente tinha que fazer isso, agora a vida vai continuar. O Harlei vai fazer falta, mas o tempo se encarrega de resolver tudo”.

Essa pessoa é o Emerson Carlos, o Bicudo?

“Você vai me permitir que eu não vou revelar o nome. Eu não quero entrar na intimidade da pessoa e prefiro não mencionar o nome de ninguém”.

O Walter teve participação nisso tudo? No processo do áudio chegar até o Sérgio Rassi?

“Não, não teve não. Diz que o Walter teria falado aos jogadores ‘vocês vão ver a bomba que vai estourar aqui’ e talvez esse mau caráter tenha usado o Walter para passar esse áudio para os jogadores. Eu não vi e nem ouvi nada, então não posso confirmar se é verdade ou não. Mas o Walter não está no Goiás mais e esse cidadão não entra mais aqui, então nós ficamos livres dos dois ao mesmo tempo”.

O Harlei pediu para deixar o Goiás, foi demitido ou foi convencido a sair?

“Eu não participei da reunião, não tomei nenhum partido nisso aí. As gravações foram de foro íntimo do Sérgio, ele tem que resolver. Eu não participei de absolutamente nada. Mas o próprio Harlei viu que, do jeito que as coisas estavam, foi melhor para ele e para o Goiás que ele ficasse afastado por enquanto”.

O senhor acha possível que pelo menos na Série B do Brasileiro o Harlei volte ao Goiás?

“Não, ele continua afastado e quem sabe é só o Doutor Sérgio. Eu não participei de nada”.

Ele já revelou para a gente que o Osmar Lucindo assume a diretoria de futebol do Goiás. Como o senhor vê a decisão do presidente?

“Os dois já trabalhavam juntos, não muda nada. Vamos ter só o Osmar e mais ninguém”.

O senhor é a favor de contratar alguém para o Executivo de Futebol do Goiás, como foi ano passado com o Felipe Ximenes?

“Não, não. O Ximenes foi o maior desastre do Goiás até hoje. É o que eu sempre falo: você tem que casar é com índio da tribo, e se relacionar com índio da tribo, você tem que contratar índio da tribo. Esses caras vêm de fora só para tomar nosso dinheiro e mentir, mentir, mentir e depois ir embora”.

CASO WALTER

Como é que o Hailé viu esse episódio em que o Walter agrediu o Matheus no treinamento e, até depois do episódio, a reunião na Serrinha, onde o Walter colocou expressões fortes? Como o senhor viu este imbróglio?

“O Walter me decepcionou muito. Principalmente a mim, que fui a pessoa no Goiás que mais defendeu a sua volta. Eu fiz uma viagem a Curitiba, onde fui e voltei no mesmo dia, tratei tudo pessoalmente com o Petraglia (Dirigente do Atlético-PR), porque o negócio envolvia muito dinheiro e nós trouxemos o Walter. Na quinta-feira que antecedeu o carnaval, eu chamei o Walter no meu escritório e nós conversamos por mais de três horas. Falei que se ele não levasse a sério a condição física dele, ele não jogaria futebol mais, o joelho dele não estava aguentando o peso dele. Falei pra ele ‘Walter, você tem que entender que você tem mais uns quatro ou cinco anos de futebol e depois você não vai ser mais nada. Vai ser mais um gordo no mundo, cria juízo. Você tem duas filhas, duas mulheres, você está torrando seu dinheiro’. Eu conversei com ele como um pai mesmo. Peguei o telefone, liguei para a primeira mulher dele, pedi para ela vir pra Goiânia, mas ela me disse que o Walter tinha aprontado muito com ela. Eu falei ‘Deixa disso, todo homem apronta mesmo, joga futebol, tem muita Maria Chuteira, não leva isso a sério não, o Walter gosta de você, vocês têm uma filha linda. Vem para cá, eu alugo um apartamento num condomínio de luxo para você, pago o aluguel’. Eu falei com o Walter às 18h de quinta-feira, na sexta-feira ele aprontou. Você quer que eu faça o quê? Quem está decepcionado? Eu vi que minhas palavras não valeram nada para o Walter! O Walter é um débil mental, não está no seu juízo perfeito não. Nós estamos muito aliviados do Walter ter ido embora”.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757