Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Regis Melo / Globoesporte.com
penaltiboa
A noite foi de Marcelo Rangel. Além de praticar grandes defesas durante a partida, principalmente no segundo tempo, o goleiro também foi primordial nas cobranças de pênaltis. No tempo normal, Goiás e Boa Esporte empataram em 0 a 0. Nas penalidades, o placar foi de 3 a 2 para o esmeraldino. Com a vitória, clube goiano está classificado para a terceira fase da Copa do Brasil.

Começo fulminante!

A equipe goiana iniciou a partida se sentindo em casa. Com destaques para Pedro Bambu e Patrick, a bola não passava da linha do meio-campo. Quem assistiu os primeiros minutos de jogo pensou que o Goiás conseguiria a vitória facilmente. Se fosse para apontar um momento em que o esmeraldino esteve realmente perto do gol, este seria.

Lá e cá

Porém, após um início em que apenas o Goiás mandou no jogo, a partir dos 20 minutos o Boa Esporte começou a gostar do jogo. A partir de então, foi um ataque lá e outro cá. Porém, nada que alterasse o placar e tirasse o zero do marcador. Mesmo com um crescimento da equipe mineira, o esmeraldino continuou sendo melhor em campo.

Oposto

Se no primeiro tempo o Goiás foi melhor, no segundo o "jogo virou". A juventude do time mineiro falou mais alto e grandes chances foram criadas. Apesar das boas oportunidades, o placar não foi alterado.

RANGEEEEEEEEEEEEEEEEEL

Barba, cabelo e bigode. Além de salvar o Goiás por diversas vezes durante o tempo normal, principalmente no segundo tempo, o goleiro esmeraldino deu um show durante as penalidades máximas. Marcelo Rangel defendeu as cobranças de Rámon, ex-Goiás, Jean Henrique e Michael.

OS PÊNALTIS

O Boa Esporte iniciou a série de cobranças. Rámon, ex-Goiás, perdeu logo a primeira cobrança para time mineiro. Na sequência, Léo Gamalho colocou o esmeraldino na frente. Após Josué empatar, o goleiro Luan Polli defendeu a cobrança de Vitor Bolt. Em seguida, Radamés e Éverton Sena marcaram para Boa e Goiás, respectivamente. Se as duas anteriores foram convertidas, as duas próximas não. Jean Henrique e Tiago Luís mantiveram o placar em 2 a 2. Foi na última série que mais uma vez a estrela de Marcelo Rangel brilhou ao defender a bola de Michael. Para finalizar, dos pés de Léo Sena saiu o gol da classificação do Goiás à 3ª fase da Copa do Brasil. Final: 3 a 2.

O próximo adversário

Na 3ª fase, o Goiás enfrenta Ponte Preta ou Cuiabá. A decisão sairá nesta quinta-feira (02), em partida marcada para às 19h30, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP). Na fase inicial, a Ponte eliminou o Campinense-PB e o Cuiabá passou pelo Rondoniense-RO.

Ficha técnica

Copa do Brasil: 2ª fase 
Jogo: Boa Esporte x Goiás
Data: 01/03/2017  
Horário: 21h45 horas (de Brasília)
Estádio: Melão
Cidade: Varginha-MG

Árbitro: Alisson Sidnei Furtado (TO)
Assistentes: Fabio Pereira (TO) e Samuel Smith Nobrega Silva (TO)
4º Árbitro: Ronei Candido Alves (MG)

Cartões amarelos: Patrick e Éverton Sena (Goiás); Kaio Cristian (Boa)

BOA ESPORTE: Luan Poli, Felipe Mattioni (Radamés), Josué, Douglas Assis e Elivelton; Léo Baiano, Jean Henrique, Leleu (Michael) e Kaio Cristian; Sillas e Romário (Rámon).
Técnico: Julinho Camargo.

GOIÁS: Marcelo Rangel, Pedro Bambu, Fábio Sanches, Everton Sena e Patrick; Léo Sena, Carlos Eduardo (Tíago Luís), Viltor Bolt e Juan (Jarlan); Léo Gamalho e Aylon (Thalles).
Técnico: Gilson Kleina

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757