Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Divulgação
estadio.melao.divlgc
Após ter um início de temporada e de Campeonato Goiano excelentes, o Goiás começou a passar por alguns questionamentos nessas últimas semanas. O Verdão teve suas primeiras derrotas neste ano de 2017. Foram duas consecutivas ( para a Aparecidense, por 2 a 1, e pelo mesmo placar, para o Rio Verde). O técnico Gilson Kleina vem tendo o trabalho contestado pela torcida, e a polêmica envolvendo o atacante Walter e o goleiro Matheus agitou o grupo neste final de semana. Em meio a tudo isso, o time esmeraldino entra em campo nesta quarta-feira (1), pela segunda fase da Copa do Brasil, para encarar o Boa Esporte, no estádio Melão, em Minas Gerais, às 21h45. A partida é única e, caso termine empatada, a classificação será decidida nos pênaltis. 

Para a partida, o comandante esmeraldino não vai poder contar o atacante Walter, que foi afastado do grupo após a agressão no goleiro Matheus, e o goleiro Renan teve uma contusão no joelho esquerdo e deve ficar fora por cerca de um mês. Márcio deverá ser o reserva de Rangel. No último treino realizado em Goiânia, nessa segunda-feira (27), o técnico Gilson Kleina posicionou a equipe sem os meias Jean Carlos e Tiago Luís. Juan, Aylon e Everton sena foram as novidades. Assim, o coletivo foi feito com a seguinte escalação:  Marcelo Rangel, Pedro Bambu, Fábio Sanches, Everton Sena e Patrik. Victor Bolt, Léo Sena e Juan. Carlos Eduardo, Léo Gamalho e Aylon. 

O Boa Esporte é líder do Grupo A do Módulo II do Estadual mineiro, mas vem de um tropeço, em casa, contra o Patrocinense, ao empatar por 2 a 2. O técnico Julinho Camargo vai repetir a escalação dessa última partida. Com isso, o Boa entra em campo com: Luan Polli; Léo Baiano, Elivélton, Anderson Mauro e Luanderson; Jean Henrique, Recife e Kayo Fernando; Sillas, Leleu e Romário. 

Para se superar 

Nos últimos três anos, o Goiás foi eliminado da Copa do Brasil nas primeiras fases e para times sem grande expressão. Para que isso não aconteça mais uma vez, o alviverde terá que mostrar um grande poder de superação nesta quarta-feira, e deixar de lado tudo que vem acontecendo nestas últimas semanas. As duas derrotas consecutivas no estadual, o descontentamento da torcida com o técnico Gilson Kleina e a agressão de Walter no goleiro Matheus durante o treino, são problemas que deverão ser esquecidos. O Goiás tem a oportunidade de mostrar à torcida a união e foco deste grande elenco que foi montado para a temporada de 2017. 

Retrospecto na Copa do Brasil... 

Esta é a 25º vez que o Goiás participa da Copa do Brasil, mas o time esmeraldino ainda não conseguiu levantar o caneco no torneio nacional. O Verdão chegou à final da comeptição somente uma vez, em 1990, contra o Flamengo, mas não conseguiu superar o rubro-negro carioca. Nas semifinais, a última vez que o alviverde conseguiu chegar foi em 2013, mas caiu, novamente, para o Flamengo. 2013, inclusive, foi o último ano que o Goiás conseguiu uma campanha de notoriedade na Copa do Brasil. Em 2014, o Verdão caiu na primeira fase para o Botafogo-PB. Em 2015, chegou à terceira fase, mas foi eliminado pelo Ituano. No ano passado, o time esmeraldino caiu novamente na primeira fase, dessa vez para o River-PI. 

... e contra o Boa Esporte 

O Goiás já encarou o time mineiro em 10 oportunidades, sendo três em amistosos, uma vez no Torneio Triangular de Ituiutaba, uma vez na edição da Copa do Brasil (sendo dois jogos, o de ida e o de volta), e em quatro partidas pelo Campeonato Brasileiro da Série B. O Verdão saiu vencedor em cinco oportunidades. O Boa Esporte em duas. Empates somam três. Pelo torneio nacional, os dois se enfrentaram no ano  de 2010. No primeiro jogo, em Minas Gerais, o time esmeraldino venceu por 3 a 2. No segundo, em Goiânia, a partida ficou empatada em 0 a 0, garantindo a classificação do Goiás.

FICHA TÉCNICA   

Copa do Brasil: 2ª fase  
Jogo: Boa Esporte x Goiás
Data: 1/03/2017   
Horário: 21h45 horas (de Brasília) 
Estádio: Melão
Cidade: Varginha-MG

Árbitro: Alisson Sidnei Furtado (TO)
Assistentes: Fabio Pereira (TO) e Samuel Smith Nobrega Silva (TO) 
4º Árbitro: Ronei Candido Alves (MG)

BOA ESPORTE: Luan Polli; Léo Baiano, Elivélton, Anderson Mauro e Luanderson; Jean Henrique, Recife e Kayo Fernando; Sillas, Leleu e Romário. Técnico: Julinho Camargo

GOIÁS: Marcelo Rangel, Pedro Bambu, Fábio Sanches, Everton Sena e Patrik. Victor Bolt, Léo Sena e Juan. Carlos Eduardo, Léo Gamalho e Aylon. Técnico: Gilson Kleina

 

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757