Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

(Imagem: Reprodução/GEC)
kleina reproducao gec
Em partida movimentada na tarde deste domingo, 5, no Estádio Serra Dourada, o Goiás venceu o Atlético Goianiense por 1 a 0 e emplacou a segunda vitória seguida na competição. O triunfo em cima do time rubro-negro foi o primeiro do técnico Gilson Kleina, desde que assumiu o comando do Alviverde, em um clássico goiano, o que para o treinador aumenta fatores que podem ser fundamentais para o decorrer do Esmeraldino na temporada.

“Ganhar um clássico aumenta a confiança e autoestima, começa a solidificar nosso trabalho e planejamento”, declarou o treinador sobre o confronto durante coletiva de imprensa, onde aproveitou para analisar como foi a postura da sua equipe, que soube esperar o momento certo para atacar e consequentemente vencer o duelo diante do Dragão.

“A equipe do Atlético começou fazendo uma pressão muito forte, complicando nossa saída de bola e por isso passamos a ‘viver’ de bolas longas. Isso descaracterizou nosso futebol. Tivemos 10, 15 minutos de muitas dificuldades, até o momento que fizemos uma leitura do jogo. E com isso o tempo começamos a encaixar nosso futebol. Conseguimos neutralizar o time do Atlético. Foi uma vitória maiúscula, parabéns aos atletas e dedico aos torcedores que nos apoiaram todo o tempo de jogo”, comentou Kleina.

Quem retornou a equipe titular neste domingo foi o volante Victor Bolt, após cumprir suspensão contra o Rio Verde. Gilson Kleina optou pelo meio-campista no lugar do atacante Walter e mudou o esquema utilizado diante do Alviverde do Sudoeste. No clássico realizado no Serra Dourada, o comandante do Goiás utilizou o camisa 18 apenas na segunda etapa, mas novamente precisou falar sobre a forma física e tratamento que está sendo realizado com o atleta.

“Tive uma conversa com o Walter, entendo a referência que ele significa para a torcida esmeraldina. Quero que ele se sinta em condições de mostrar seu futebol porque ele é diferente em todos os aspectos com bola no pé tecnicamente. Nós temos um trabalho com o Walter e a melhor coisa que podemos fazer com o atleta é a franqueza. Desejamos resgatar o melhor dele. O Walter é um garoto que ama esse clube, espero que as coisas possam a funcionar”, declarou.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757