Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Rosiron Rodrigues/Goiás EC
everton sena goias assess 2017 3 1
Se o Goiás não começou o Goianão com o pé direito, Everton Sena começou com uma cabeçada certeira. Foi do zagueiro recém-contratado que saiu o primeiro gol do Goiás no estadual 2017. Porém, para a infelicidade de Sena e dos torcedores esmeraldinos, a Aparecidense conseguiu o empate no final da partida.

Após o jogo, uma polêmica envolvendo o árbitro Bruno Rezende e o atacante Walter aconteceu. O atacante acusou Bruno de mandá-lo emagrecer. Perguntado sobre o que viu no lance, Everton Sena disse que só ficou sabendo por Walter e que ele não estava perto para ver se Bruno realmente falou o que o atacante esmeraldino alegou.

“No lance da falta, no tumulto perto da área, fomos conversar com ele, só que eu não vi o árbitro falando com o Walter. Fiquei sabendo só depois. Perguntei pro Walter e ele me contou. Mas não ouvi nada, já tinha até saído de perto”, afirma.

Everton Sena defendeu o Londrina no último ano e ajudou a equipe a ser a defesa menos vazada da Série B. Porém, logo na primeira rodada, em seu novo clube, o Goiás, sofreu dois gols. Sena se mostrou chateado com o fato, porém ressaltou que irá trabalhar para buscar o entrosamento ideal e já espera uma conversa com Gilson.

“Nós não gostamos de levar gols, sempre trabalhamos para ficar fechadinho e bem compacto para sempre sair com a vitória e não levar gols. Mas futebol é desse jeito. Acontece de perder, empatar ou ganhar. Acredito que o Gilson vai vir conversar conosco e mostrar onde erramos. É um time que está entrosando. Já deu pra ver que estão todos ligado e que querem conquistar seus objetivos na competição”, conta.

Cinco partidas e quatro empates na primeira rodada do Goianão 2017. Muito equilíbrio logo no início da competição. Everton espera que a competição continue desse jeito. Para ele, não é só o Goiás que tem um elenco experiente, o que iguala um pouco as coisas.

“Tem muitas equipes experientes, não apenas o Goiás. Como deu pra ver, a Aparecidense também é. Então vamos ter jogos difíceis. Sou um cara que quero vencer, assim como meus companheiros”, diz.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757